Utilidade Pública Celular ao volante: uso é a terceira causa de mortes no trânsito do Brasil

Celular ao volante: uso é a terceira causa de mortes no trânsito do Brasil


O uso de smartphone é a terceira causa de mortes no trânsito no País, ficando atrás apenas do uso de álcool e do excesso de velocidade, segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

O manuseio de smartphones por motoristas ao volante virou a nova praga do trânsito brasileiro. É o novo álcool da atualidade. Segurar, manusear e até usar o smartphone enquanto se conduz carros e motocicletas têm sido um hábito incorporado à rotina do trânsito.

E um hábito perigoso porque, estudos médicos da medicina de tráfego já concluíram que dirigir usando o celular provoca reações no condutor semelhantes à condução sob influência de álcool. Não é mais acidente de trânsito. Agora, a definição é outra nas ruas, avenidas e estradas do Brasil.

Para se ter ideia do perigos, diretrizes da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) apontam que o ato de digitar uma mensagem de texto enquanto se dirige faz com que o veículo seja conduzido por diversos metros sem o olhar atento do condutor, que chega a ficar, em média, 4,5 segundos sem prestar atenção na via.

CEM METROS ÀS CEGAS

Esse “lapso” pode ser catastrófico no trânsito. Dependendo da velocidade, o motorista poderá percorrer até 100 metros absolutamente desatento, tempo e distâncias suficientes para atropelar pedestres, ciclistas e colidir com outros veículos. Enviar mensagens pelo WhatsApp, conduzindo um veículo a 80 km/h, equivale a estar dirigindo com os olhos vendados por um percurso nas dimensões de um campo de futebol oficial.

Celular ao volante: 28 multas por hora no trânsito brasileiro

E tem mais: o risco segue mesmo depois que a atividade ao celular foi finalizada. “Uma conversa no telefone celular mantém atividade mental direcionada à chamada mesmo após o término da ligação, permanecendo o risco de sinistro de trânsito em média de três segundos após o envio de uma mensagem de texto. Se o veículo estiver em velocidade média de 100km/h, percorrerá mais de 90 metros sob o efeito pós chamada”, alerta a Abramet.

Segundo as diretrizes da Abramet, o cérebro tem capacidade finita de disponibilizar neurônios para atividades que exigem atenção, não somando áreas cerebrais à utilizada isoladamente quando duas ou mais tarefas são exigidas. “A audição, a compreensão do que é dito e a fala, são condições que alteram a atividade cerebral quando realizadas em conjunto com a condução de veículos automotores. Uma ou mais tarefas em execução concomitante serão parcialmente negligenciadas pelo cérebro”, segue o alerta.

PERNAMBUCO

Os números de Pernambuco confirmam o perigo que representa o celular associado à direção de veículos. Dados do Detran-PE mostram que o uso e/ou manuseio do celular oscila entre a 4ª e a 6ª infrações mais cometidas no Estado pelo menos entre 2019 e 2022.

E que o crescimento ainda predomina. É, em média, de 30% ano após ano. Entre 2016 e parte do mês de maio de 2022, foram 458.713 registros de notificações. Com destaque para o salto a partir de 2017, o primeiro ano após a alteração do CTB: de 5.589 para 65.698 notificações.

AUTUAÇÕES EM PE

Pelo uso de celular (somando as três infrações diferentes: usar, segurar ou manusear)

2016 – 5.589 atuações
2017 – 65.698 atuações
2018 – 83.890 atuações
2019 – 106.670 atuações
2020 – 105.488 atuações
2021 – 68.876 atuações
2022 – 22.502 atuações (*)

(*) Até primeiros dias de maio


NO BRASIL

Em 2021 – 246.438 infrações de trânsito por uso de celular

Equivale a 28 pessoas multadas a cada hora usando o dispositivo enquanto dirigem. Mais de um terço (37%) das multas foi registrado no Estado de São Paulo

O uso do smartphone é a terceira causa de mortes no trânsito do País, ficando atrás apenas do uso de álcool e do excesso de velocidade.

Alisson Gabriel 16 maio 2022 - 11:16m

0 Comentários

Deixe uma resposta


JCL (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Iran Bikes (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Kits Elásticos (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Floricultura Flor de Cheiro (Grande)
ASCAP (Grande)

Quero Sandálias (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
JCL (Grande)
ASCAP (Grande)
Valloriza (Grande)
Floricultura Flor de Cheiro (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Sistemax (Grande)
WG Aviamentos (Grande)

MATÉRIA EM DESTAQUE

Unicesumar Santa Cruz (Lateral)
Mandacaru Açaiteria (Lateral)
Oficina dos Óculos (Lateral)
Mateus Assistência (Lateral)
Immobilis Negócios Imobiliários (Lateral)
House Club (Lateral)
Arrumadinho (Lateral)
Kits Elásticos (Lateral)
Iran Bikes (Lateral)
Dra Patrícia Queiroz (Lateral)
ASCAP (Lateral)
Val Games (Lateral)
Novo Atacarejo (Lateral)
Quero Sandálias (Lateral)
Floricultura Flor de Cheiro (Lateral)
Chiquinho Sorvetes (Lateral)
Gelar Climatização (Lateral)
Agreg Comunicação (Lateral)
Athom (Lateral)
Dr Napoleão Bezerra (Lateral)
Farma Fácil (Lateral)
WG Aviamentos (Lateral)
Lis Bambini (Lateral)
Postos Badu (Lateral)
Moda Center (Lateral)
Cabeça Gesso (Lateral)
Valloriza (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
Mamuska Pizzaria (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Lateral)
Sistemax (Lateral)
BestNet (Lateral)
Escolinha Geração XXI (Lateral)
Bahia Ferragens (Lateral)
Pernambuco Proteção Veicular (Lateral)
JCL (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
Aplicativo