Destaques A partir do dia três de novembro, o governo de Pernambuco começará a liberar a realização de eventos com até 1,5 mil pessoas

A partir do dia três de novembro, o governo de Pernambuco começará a liberar a realização de eventos com até 1,5 mil pessoas


Liberação dependerá da submissão de propostas individuais à avaliação do corpo de bombeiros e vigilância sanitária.

Seguindo o plano de convivência com a covid-19, o Estado estará recebendo os pedidos para realização desses tipos de eventos sociais, culturais e corporativos a partir desta segunda-feira (12). As solicitações serão submetidas a alvarás individuais de liberação, passando inclusive pelo crivo da vigilância sanitária. 

Liberados na etapa 6 do plano de convivência para até 100 pessoas, os eventos passam, de acordo com o secretário de desenvolvimento econômico de Pernambuco, Bruno Schamwbach, a ampliar a capacidade na Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e Gerência Regional de Saúde (Geres) com sede em Caruaru para o limite de até 50% da capacidade ou até 300 pessoas já a partir desta segunda-feira (12).

Entrando na etapa 10 do plano de convivência, as regiões citadas reúnem ao todo 104 municípios que poderão, ainda, retomar as atividades de parques de diversões, parques temáticos e consumo de alimentos e bebidas nos cinemas, que já tiveram o funcionamento liberado, mas sem a permissão de alimentação nos estabelecimentos. Último setor a ter sua liberação autorizada, os parques voltam com 50% da capacidade de público, distanciamento social de um metro e meio nas áreas comuns e de 1 metro entre as pessoas dentro dos brinquedos. Além disso, o comércio também passará a funcionar até a 00h, recebendo um cliente para cada cinco metros quadrados.

“O sucesso do avanço das etapas está muito vinculado ao comportamento dos estabelecimentos e das pessoas. Obedecer os protocolos geral e específico é o que tem permitido a gente fazer avanços sem que os números voltem a crescer aqui no Estado. Estamos dando mais um avanços, para que possamos ir entrando de forma gradual sempre com cuidados na saúde”, justificou o secretário ao fazer o anúncio em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (7). 

Ainda em relação aos eventos sociais, culturais e corporativos, o governo do Estado decidiu começar a receber, a partir do dia 12 de outubro, propostas para realização dos eventos com até 1,5 mil pessoas. Não foi deixado claro, no entanto, quais serão os critérios ou se haverá atualização dos protocolos para liberação desses eventos de maior porte, mas foi reforçado que cada solicitação passará por um crivo avaliatório de caráter individual. 

“Com mais de 300 pessoas, definiu-se que vai haver análise específica para cada evento desse. Antes da pandemia, já era preciso fazer um pedido ao corpo de bombeiros, com alvará de funcionamento, assim como licenciamento da prefeitura. Iremos manter esse rito, incluindo aí a vigilância sanitária para dar uma autorização especial”, explicou Schamwbach. 

Segundo o secretário, por gerarem “uma aglomeração diferenciada”, esses eventos maiores terão avaliados um “padrão de procedimento e rito de organização”.

“Esse tipo de evento precisa ter uma previsibilidade, iremos permitir que haja, mas sempre observando que semanalmente iremos acompanhar os dados e não iremos medir esforços para, se eventualmente crescer os números (de casos e mortes de covid-19) rever as decisões”, disse. 

O anúncio do governo do Estado é um alento para quem trabalha com grandes eventos. O empresário Eduardo Carvalheira, da Agência Carvalheira, mesmo se adaptando à pandemia não chegou a realizar nem metade do total de 16 eventos que mantém fixo no calendário anual da empresa.

“A gente comporta até 3 mil pessoas na sede da própria Carvalheira. Portanto adequá-la com 50% da capacidade seria uma coisa bem factível fazer. Não sei quais os níveis de protocolo exigidos, mas me parece que não tem uma regra, seria caso a caso. Lógico que só a sinalização de liberação gera um certo alívio. O governo está tendo essa sensibilidade, e é importante anunciar isso. Se está liberando agora para 1,5 mil, a esperança é de que em breve até aumente essa capacidade”, comemora. 

Da maneira como estava acostumada a fazer, a Carvalheira conseguiu produzir apenas o Carnaval em 2020. Outros eventos ao longo deste ano foram feito em formato de lives ou até mesmo em hotéis, seguindo os protocolos definidos pelo governo. A liberação de eventos de maior porte injeta um ânimo até mesmo para a realização do Carnaval em 2021, já que a venda de ingressos segue aberta desde a última quarta-feira de cinzas e já alcança quase 15% do total. 

“Só no Carnaval recebemos 40 mil convidados e, a depender do evento, trabalhamos com uma equipe fixa de 80 a 200 pessoas, fora toda a cadeia de iluminação, som e tudo que é envolvido na realização de um evento. Estamos tratando com muita responsabilidade tudo isso. Sabemos o posicionamento de mercado da marca no Nordeste, mas também temos muito cuidado e muita precaução no que iremos fazer, sempre em sintonia com o governo”, reforça Eduardo Carvalheira. 

Demais regiões do Estado

A volta dos clubes sociais e as atividades esportivas para qualquer idade, inclusive os campos de futebol society e similares, já está permitida a partir desta sexta-feira (9) para todo o Estado.

Além da Grande Recife, Zona da Mata e a gerência de saúde com sede em Caruaru, avançam nas etapas do plano de convivência as gerências de saúde 9 e 10, com sede em Ouricuri e Afogados da Ingazeira. Vão para a etapa nove, a partir do dia 12 de outubro, os municípios sertanejos citados, além de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira e Tuparetama, estão autorizados a retomar os eventos  com capacidade máxima de até 300 pessoas e ampliar o horário de funcionamento de bares e restaurantes até a 00h. 

As demais regiões do Estado – com exceção de Caruaru, Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata – já se encontram na etapa nove do plano de convivência e permanecem nela por mais uma semana. As gerência de saúde 5, 6, 7, 8 e 11, encabeçadas pelas cidades-polo Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina e Serra Talhada, deverão subir para a etapa 10 apenas no próximo dia 19.

Covid-19

Até esta quarta-feira (7), a média móvel de óbitos por coronavírus em Pernambuco chegou a uma queda de 18%, em referência a 14 dias atrás. Desde o dia 23 de setembro, o Estado apresentava estabilidades nos dados de morte, com exceção do dia 4 de outubro, com teve alta de 16%. 

Jefferson Felipe 08 out 2020 - 10:24m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Immobilis Negócios Imobiliários
Clim Center (Grande)
Máscara Cristal (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Cetias (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Dra. Palloma Santana (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Sollaris Energy (Grande)

Unicesumar EAD
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Vitta (Grande)
New Corte
Altas Horas Outlet (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Lis Bambini
Jasfac (Grande)

VÍDEO EM DESTAQUE

Real Tags e Etiquetas (Lateral)
Unicesumar Santa Cruz (Lateral)
New Corte Tecidos (Lateral)
Dr. Leonardo Brito (Lateral)
Sollaris Energy (Lateral)
Val Games (Lateral)
Clínica Vitta (Lateral)
Dra Palloma Santana (Lateral)
Localiza Moda (Lateral)
Cabeça Gesso (Lateral)
Autoescola Nossa Senhora das Graças (Lateral)
Tintas Quimilson (Lateral)
Larissa Marques (Lateral)
Moda Center (Lateral)
Mega Gás (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
Brisanet (Lateral)
Clim Center (Lateral)
Escolinha Geração XXI (Lateral)
VRC College (Lateral)
Immobilis (Lateral)
Altas Horas Outlet (Lateral)
Mais Sorriso (Lateral)
Lis Bambini (Lateral)
HB Joias e Relógios (Lateral)
Academia Saúde e Forma (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Lateral)
Academia Republic (Lateral)
iStore (Lateral)
BestNet (Lateral)
Alan Vidros (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
Império dos Camarões
Aplicativo