Economia

A contadora responde: Registro de empresas, quem precisa fazer?


A falta de conhecimento no assunto faz com que muitos empreendedores mantenham suas atividades na informalidade. O mito de que empresas formais pagam mais impostos afasta muitas empresas da formalidade. As consequências da informalidade por vezes causam mais danos financeiros quando os impostos são tributados como pessoa física. Dessa forma, fica a pergunta: qual a importância da legalização da sua empresa? CNPJ regularizado, Mais crédito disponível no mercado, Melhor relacionamento com fornecedores, Direito à previdência social, Possibilidade de participação em licitações e Possuir CNPJ regularizado, irá contribuir na prospecção de seus novos clientes como também na divulgação de seu serviços e produtos.

Mais crédito disponível no mercado

Legalizar seu negócio permite uma maior facilidade na captação de recursos junto a instituições financeiras. Com isso, sua empresa terá mais oportunidades de conseguir empréstimos e financiamentos. Muitos bancos oferecem, por exemplo, linhas de crédito especiais para empresas devidamente legalizadas, com taxas e juros diferenciados. Essa é uma forma de aumentar seu capital de giro. Melhor relacionamento com fornecedores Estar com sua empresa regularizada e possuir CNPJ, contribui para que a empresa possa fornecer notas fiscais de seus serviços, contribuindo assim para uma maior segurança e confiança na relação com seus fornecedores. A emissão de nota fiscal aumenta a possibilidade de negociações, parcelamento e ofertas de preços mais favoráveis. Direito à previdência social Uma empresa devidamente legalizada, proporciona aos seus funcionários e proprietários recolher os seus direitos trabalhistas, por meio do pagamento da contribuição mensal do INSS.

No caso de registro de funcionários evita problemas trabalhistas. Quais os riscos da não legalização de empresas? Ilegalidade diante dos órgãos de fiscalização, podendo ocasionar em multas ou advertências; Denúncias, podendo ser anônimas, para os órgãos regulamentadores; Dificuldade para negociar com fornecedores; Obstáculos para contratar funcionários; podendo assim, ter problemas com a justiça do tralho Problemas com a Receita Federal. Qual a melhor saída para a tomada de decisão na legalidade? Para quem está iniciando o seu negócio, existe a modalidade MEI (microempreendendor individual).

O registro de MEI foi criado para enquadrar profissionais que exerciam suas atividades profissionais na informalidade. Uma série de profissionais puderam se formalizar e ter acesso a inúmeros benefícios, como aposentadoria, licença-maternidade, financiamentos, etc. Lembrando que pelo MEI você pode faturar até R$ 81.000,00 anual e ter um funcionário registrado. A outra parte, que também é boa, é que não há surpresas na hora de pagar o imposto devido. Você paga o mesmo valor todos os meses. Uma vez por ano o valor é atualizado, quando o salário-mínimo for alterado. Procurar uma contabilidade especializada será fundamental para que todo o processo possa ser realizado de forma correta.

Por Marília Queiroz

Bruno Muniz 12 maio 2022 - 11:01m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Mateus Assistência (Grande)
Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
Farma Fácil (Grande)
JCL (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
ASCAP (Grande)
Quero Sandálias (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
WG Aviamentos (Grande)

Dr. Leonardo Brito (Grande)
Sistemax (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Floricultura Flor de Cheiro (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Iran Bikes (Grande)
Quero Sandálias (Grande)