Cultura Dia Nacional do frevo: ritmo ensinado na escola encanta crianças e adolescentes

Dia Nacional do frevo: ritmo ensinado na escola encanta crianças e adolescentes


Abordagem feita nas salas de aula ajuda jovens a conhecerem mais da sua própria cultura

Seja de rua, bloco ou canção, seus três tipos existentes, o aniversariante de hoje (14), o frevo, tem conquistado espaço em outros ambientes diferentes daqueles onde os passistas fazem a tesoura, o saci-pererê, a pernada e entre outros dos seus passos básicos. É na sala de aula que um dos nossos ritmos musicais e tipos de dança folclórica mais característicos da cultura têm encontrado novos adeptos. Seja na prática do programa esportivo ou na teoria das aulas de História, crianças e adolescentes têm descoberto os inúmeros motivos do porquê um ano e meio sem frevo tem afetado tanto os pernambucanos. 

O ritmo é tão especial que tem seu Dia Nacional comemorado em duas datas: 14 de setembro, data em que nasceu, no ano de 1982, o criador do seu nome, o jornalista Osvaldo da Silva Almeida, e em 09 de fevereiro, data identificada por historiadores como sendo a primeira da aparição do nome, em 1907, quando ainda era grafado com acento – frevô. No Colégio GGE, ele tem sido vivenciado o ano inteiro. Dentro do programa Esportivo, o frevo é um dos ritmos do módulo I da Dança. Muito além das movimentações básicas ensinadas, os estudantes conhecem a história do frevo, que surgiu no final do século XIX, durante o Carnaval.

Trabalhamos o frevo em aulas práticas-teóricas. Os alunos se sentem desafiados, porque as movimentações exigem conexões corporais interessantes ao aprendizado. Alguns são receptivos logo no início e outros vão se familiarizando ao longo do tempo, mas a maioria passa a gostar, justamente, porque tem a identificação e a proximidade”, explica a professora de Dança do GGE, Gigi Albuquerque. A docente ressaltou ainda que os alunos não ficam apenas no básico e que aprendem também movimentos mais avançados do ritmo. Para isso, um jump é usado como material de apoio para o treinamento de saltos, com o objetivo de evitar lesões.

No aspecto histórico, o frevo exerce o mesmo fascínio. Patrimônio Imaterial da Humanidade, reconhecido pela Organização das Nações Unidas (Unesco), o assunto se destaca na abordagem dos elementos culturais nas aulas da disciplina de História, inclusive com alunos de séries mais avançadas, como os que integram o Ensino Médio. Mesmo com a concorrência de tantos estilos musicais mais modernos e mais contemporâneos a garotada, eles logo associam o tema e percebem a influência do ritmo e da dança do frevo, principalmente no Carnaval de todo o País.

Os estudantes passam a ver mais significado e a compreender a importância do frevo enquanto patrimônio quando compreendem a origem, as relações com o passado escravista brasileiro e percebem as marcas dessa história em um ritmo ainda tão adorado nos dias de hoje, principalmente no período de Carnaval”, ressalta a professora de História do Colégio GGE Júlia Ribeiro. 

A educadora ainda ressalta a importância dos alunos saberem sobre a sua própria cultura, contribuindo com a manutenção entre as gerações.

Acredito que para compreendermos a história dos outros (de fora), antes, precisamos ter uma boa compreensão acerca de nós. Quem somos, o que produzimos, de onde viemos? É fundamental tentarmos responder essas perguntas sobre nós, antes de tentar responder sobre outros. Por isso, a nossa história, de nosso povo, de nossas raízes é o que nos constitui enquanto sociedade“, avalia.

Além do programa esportivo e das aulas de História, o frevo ainda é abordado pelo Colégio GGE nas aulas de música, com a criançada conhecendo alguns de seus instrumentos básicos, principalmente no período carnavalesco. Originalmente, o frevo não tinha letra e era apenas instrumental. 

Bruno Muniz 14 set 2021 - 15:52m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Novo Atacarejo (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Richard Martyns (Lateral)
Mateus Assistência (Grande)
Amanda Barros (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Athom (Grande)
Cetias (Grande)
Gelar (Grande)

Real Tags e Etiquetas (Grande)
RC Tecidos (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
Conferência (Grande)
BR Polo Shopping (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Jasfac (Grande)
Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
Ana Laura Personalizados (Grande)