Cotidiano Estudo aponta que Pernambuco tem um milhão de pessoas vivendo em áreas de vulneráveis a eventos climáticos extremos

Estudo aponta que Pernambuco tem um milhão de pessoas vivendo em áreas de vulneráveis a eventos climáticos extremos


Um estudo do governo federal revela que cerca de um milhão de pessoas em Pernambuco vivem em áreas vulneráveis às mudanças climáticas, representando 11,6% da população do estado. Pernambuco é o terceiro estado com maior percentual de pessoas em risco, após Bahia e Espírito Santo. Recife e Jaboatão dos Guararapes são as cidades mais afetadas, com 206 mil e 188 mil pessoas vivendo em situação de risco, respectivamente.

O estudo, coordenado pela Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento, mapeou 106 municípios pernambucanos vulneráveis, 53 deles em situação crítica. O Brasil tem 1.942 municípios suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações, que devem ser prioridade em ações preventivas do governo federal.

Moradores de áreas de risco, como Genival José da Silva e Janecleide de Queiroz, enfrentam incertezas e dificuldades devido à falta de infraestrutura adequada e lenta execução de obras necessárias. Alexandre Gusmão, professor de engenharia civil da UPE, destaca que obras públicas precisam se adaptar aos novos padrões climáticos e que a população deve se engajar em políticas de conservação e manutenção comunitária para efetivamente lidar com os riscos ambientais.

Confira os municípios que são mais vulneráveis a eventos climáticos;

Alisson Gabriel 23 maio 2024 - 9:42m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Integra Mais (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
JCL (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
1Farma (Grande)
Valloriza / Jasfac
João Januário Tecidos (Grande)
APAE (Grande)

Kits Elásticos (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
Sistemax (Grande)
Moura & Lima (Grande)
Luciana Mendes (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Moda Center (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)