Cotidiano “A gente abriu um caminho, mas o povo levou por outro lado”, diz Edson Vieira sobre flexibilização para entrega de mercadorias em Santa Cruz

“A gente abriu um caminho, mas o povo levou por outro lado”, diz Edson Vieira sobre flexibilização para entrega de mercadorias em Santa Cruz


Declaração foi feita após reclamações de que pessoas estariam tentando vender confecções nas vias públicas.

Santa Cruz do Capibaribe – O prefeito Edson Vieira (PSDB) disse em uma live realizada nesta terça-feira (05) que pode repensar a liberação de entrega de mercadorias por parte de comerciantes em pontos específicos do município. Segundo o gestor, essa medida pode ser tomada devido o descumprimento por parte de alguns comerciantes que estão tentando vender produtos nas vias públicas, gerando assim aglomerações.

Questionado por internautas e por membros da imprensa para com o que teria se tornado “uma feira livre”, Edson se disse preocupado e que, casos persistam os episódios de contravenção nas ruas por parte de vendedores, deve tomar medidas mais brandas que atingirão a todos.

“A gente abriu um caminho, mas o povo levou por outro sentido. Se tiver que tomar uma medida mais brusca, iremos tomar”, disse.

Jefferson Felipe 05 maio 2020 - 17:17m

5 Comentários

  • Ronaldo disse:

    Prefeito fraco colocando várias pessoas em risco ,vamos acabar com essa bagunça e salvar vidas espero que ele tome providências

  • Luciano matias disse:

    Fiscalização sr prefeito…
    Simples!!!
    Uma equipe de fiscais da Prefeitura com apoio da Guarda ou polícia militar…
    Agora sem agressões como vemos que ocorre em outros lugares do país…
    Fiscalizar e conscientizar a população e não permitir que ocorra mais…
    Pq fazem 3 semanas e só vem aumentando o fluxo.
    Se continuar assim sem que vossa excelência tome alguma atitude nesse início, daqui duas ou três semanas não controla mais!!!
    Anote aí o que estou falando…
    Até agora não fui…
    Mas se continuar assim irei pq tbm preciso vender pra sobreviver…

  • Maria leiliane Ferreira da Silva Gonçalves disse:

    E só colocar mais segurança.nao tem ninguém pra eles venderem só estão vindo o pessoal pra entregar não vem cliente.todo mundo que tá entregando as mercadorias estão de máscaras.o problema não e o povo e o moda center diaponibizar os estacionamentos laterais pra caber todas as excursões em um lugar só .aí vai se organizar as entregas sem aglomeração

  • Gilson Santos disse:

    A entrega de mercadorias só beneficia os grandes,pessoas q vendem online,em sites ou em grupos, não beneficia o pequeno confeccionista que depende da feira ,então é comum as pessoas tentarem vender seu produto.

Deixe uma resposta


JCL (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Clim Center (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Cetias (Grande)
Bezerra Poços (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Instituto Olavo Bilac (Grande)

Jasfac (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)
JCL (Grande)
Polo da Moda Campina (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Vitta (Grande)