Destaques Brincadeira que exige cuidados: Hospitais em estado de alerta com situações envolvendo queimaduras por fogos

Brincadeira que exige cuidados: Hospitais em estado de alerta com situações envolvendo queimaduras por fogos


As tradições das festividades do mês de junho são sempre muito valorizadas, desde as músicas, comidas típicas, e costumes característicos dessa época do ano. O uso de fogos de artifício e a montagem de fogueiras são exemplos disso. Esses hábitos, por sua vez, representam um risco, visto que são as principais causas de ocorrências de incêndios e queimaduras nesse período.

Um a cada quatro atendimentos emergenciais com queimaduras realizados em 2022 e 2023 pelo Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco foi feito durante os festejos juninos, segundo a corporação. 

Além das queimaduras, o uso incorreto de fogueiras e fogos de artifícios pode ocasionar outros acidentes como incêndios, inalação de fumaça, e mutilação de membros.

Cerca de um milhão de pessoas são acometidas por queimaduras acidentais em um ano.

Entre esses casos, apenas 10% procuram atendimento médico. Ao todo, 70% dos acidentes acontecem dentro de ambientes internos e domiciliares, segundo a Sociedade Brasileira de Queimadura. 

“Rojões e fogos de artifício devem ser evitados a qualquer custo, pois podem causar incêndios ou, ainda, lesões diretas por explosão. Fogueiras devem estar cercadas para impedir que as pessoas cheguem perto das chamas”, alerta a presidente da regional de São Paulo da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), Maria Carolina Coutinho.

As lesões provocadas podem ser de 1º, 2º ou 3º grau, atingindo desde a camada superficial da pele até os músculos e ossos. Além disso, há ainda o risco de infecção e hipotermia já que a pele serve de barreira de proteção e de controle de temperatura do corpo humano.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 180 mil pessoas morrem por ano em consequência de queimaduras, que são a quinta causa mais comum de lesões não fatais na infância. As queimaduras não fatais podem causar hospitalização prolongada, desfiguração e incapacidade, muitas vezes resultando em cicatrizes e rejeição. 

Diante dessa situação, o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) instrui a população sobre os cuidados a serem observados durante o período junino e o que fazer, caso algum acidente aconteça. Os adultos devem redobrar a atenção com as crianças.

Fogos de artifício

Adquirir apenas em locais autorizados e certicar de comprá-los em estabelecimentos licenciados e que sigam as normas de segurança. 

Ler as instruções antes de usar qualquer tipo de fogo de artifício e não manusear próximo ao rosto ou corpo.

Crianças devem ser supervisionadas o tempo todo e não devem manusear fogos de artifício.

Por fim, não manipular fogos de artifício se tiver consumido bebidas alcoólicas.

Fogueiras

Escolher um local seguro, longe de árvores, postes, fios elétricos e materiais inflamáveis;

Usar apenas lenha seca e evitar o uso de combustíveis líquidos, como álcool ou gasolina, para acender a fogueira e nunca deixar a fogueira sem supervisão, mantendo sempre um balde de água ou areia por perto para emergências.

Cuidados durante a festividade

Manter uma distância segura da fogueira e dos fogos de artifício;

Evitar usar roupas de materiais sintéticos, que facilitam o alastramento do fogo;

Optar por algodão ou tecidos mais resistentes ao fogo.

Em caso de acidente

Lavar a área afetada com água corrente fria ou gelada por pelo menos 20 minutos;

Não colocar gelo, manteiga ou remédios caseiros sobre a queimadura e em casos mais graves, procurar atendimento médico imediatamente;

O Corpo de Bombeiros orienta o cumprimento das orientações para que todos tenham boas festas juninas, com segurança e responsabilidade. Em caso de necessidade, a corporação está à disposição através do número emergencial 193.

Compra e venda de fogos de artifícios

No último dia 21 de maio, foi aberto o período de licenciamento de equipamentos para os festejos de São João no Recife. As inscrições seguiram até a última terça-feira (28).

Segundo a gestão municipal da capital pernambucana, precisam de autorização do poder público as barracas de rua em que são comercializados roupas e fogos de artifício, além dos locais de festas populares. 

Para o processo de licenciamento valem os mesmos princípios do decreto 23.875, de 15 de agosto de 2008, que regulamenta a venda de artigos juninos. 

O Corpo de Bombeiros promoveu vistorias para os cadastrados, a liberação do ponto, uma vez que será realizada a comercialização de fogos de artifício.

A permissão para funcionamento é válida para o período entre os dias 1º e 30 de junho. 

“As festividades juninas são uma das maiores marcas da nossa cultura. A cidade fica ainda mais alegre. Mas é preciso sempre lembrar dos cuidados que se deve ter com os fogos de artifício, mantendo-os longe de crianças, para evitar acidentes. Também é preciso que os comerciantes realizem o acondicionamento correto dos materiais, seguindo o que o Corpo de Bombeiros determinar. Além disso, é proibida a comercialização de fogos de artifício para menores de 18 anos”, explica a Secretária Executiva de Controle Urbano, Marta Lima.

Junho Laranja

Visando divulgar as medidas preventivas necessárias a evitar possíveis casos, é celebrado dia 6 de junho o Dia Nacional de Luta Contra Queimaduras. 

“Queimaduras. Na minha casa não!” É com esse slogan que a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) pretende engajar governo e sociedade na campanha Junho Laranja deste ano. A temática a ser trabalhada são os acidentes domésticos, visto que 70% dos casos com queimaduras ocorrem neste ambiente, tendo crianças e idosos como principais vítimas. 

Bruno Muniz 10 jun 2024 - 13:43m

0 Comentários

Deixe uma resposta


1Farma (Grande)
Integra Mais (Grande)
APAE (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Valloriza / Jasfac
JCL (Grande)

Mateus Assistência (Grande)
M Mestre Empreendimentos (Grande)
APAE (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Luciana Mendes (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Sam’s Sushi (Grande)
Moura & Lima (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)