Cotidiano Nutricionista analisa os riscos de cortar o glúten da alimentação

Nutricionista analisa os riscos de cortar o glúten da alimentação


Nutricionista explica que só é necessário retirar do cardápio alimentar quem apresenta algum tipo de reação ao seu consumo

Encontrado no trigo, centeio, malte, cevada e nos cereais, o glúten, que é um tipo de proteína, tem virado alvo constante de grandes debates dentro da área da saúde. Isso porque ele tem sido atribuído ao ganho de peso e inflamação do estômago, o que tem levado a muitas pessoas retirarem do cardápio de forma errada, muitas vezes sem a orientação de um profissional.

Retirar o glúten da alimentação tem se tornado comum em dietas famosas da internet, ao buscar no navegador por elas, várias aparecem facilmente. O problema é que o indivíduo ao deixar de comer refeições as quais contenham a proteína, pode colocar o próprio organismo em perigo, pois gera risco de desenvolver a sensibilidade ao glúten, transtorno alimentar, o aumento do estresse e o surgimento de doenças.

“Há casos de pessoas que tiram o alimento de sua dieta e passam a se sentir bem, no entanto, é preciso ter cuidado. Alguns médicos alertam que, para quem não sofre da doença celíaca, cortar totalmente o glúten da alimentação pode predispor a doenças crônicas, como diabetes ou doenças cardiovasculares. Só é necessário retirar do cardápio alimentar quem apresenta algum tipo de reação ao seu consumo, tais como: pessoas com doença celíaca (DC) ou pessoas com intolerância ao glúten”, explica a nutricionista e professora do Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG), Alyne Nunes.

A especialista ainda informa que tirar o glúten da dieta não faz mal, mas é preciso substituí-lo por alimentos variados, com um bom valor nutricional, a fim de evitar o desfalque de nutrientes importantes para a saúde. “A alergia ao glúten é uma doença genética, ou seja, ela só se desenvolve em pessoas que possuem condição genética para isso. Porém, a sensibilidade não celíaca pode surgir ao longo da vida por diversos fatores, e muitas vezes não é definitiva. Não há estudos científicos que sustentem a ideia de que o glúten engorda. É possível emagrecer com retirada do glúten da dieta, não porque ele seja vilão, mas sim, porque está presente em alimentos calóricos e frequentemente consumidos com pouco equilíbrio”, enfatiza.

Logo, cortar o glúten da dieta sem recomendação de um médico e nutricionista pode desencadear consequências negativas para todo o corpo. Sendo o ideal, antes de qualquer passo a dar, buscar ajuda de um profissional qualificado para obter orientação. 

Alisson Gabriel 08 dez 2023 - 10:20m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Valloriza / Jasfac
JCL (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
APAE (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
1Farma (Grande)
Integra Mais (Grande)

Cetias (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Auto Planos (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Unigrande (Grande)
RC Tecidos (Grande)
APAE (Grande)
Sistemax (Grande)
Mateus Assistência (Grande)