Policial Policiais presos emprestavam dinheiro e matavam os devedores em Pernambuco, aponta investigação

Policiais presos emprestavam dinheiro e matavam os devedores em Pernambuco, aponta investigação


Os policiais militares e civis presos na Operação Metástase, da Polícia Federal, nesta quarta-feira (12), são suspeitos de integrar um grupo de milícia que atuava no interior de Pernambuco. De acordo com as investigações, o grupo tem “características típicas de grupo de extermínio”, é especializado em crimes violentos contra a vida e atua principalmente nos municípios de Salgueiro, Serra Talhada, Ouricuri e Parnamirim, no Sertão do Estado.

As investigações da Polícia Federal apontaram que a milícia emprestava dinheiro e depois ameaçava as pessoas de morte que estavam devendo. Além disso, atuavam com segurança clandestina ameaçando comerciantes que não pagavam uma determinada taxa. Policiais da Paraíba e do Ceará, que também foram presos na operação, seriam os responsáveis por se deslocar ao Sertão de Pernambuco para efetuar os crimes. 

A operação foi denominada de Metástase em analogia à capacidade de espalhamento do câncer por outros órgãos do organismo humano. Até as 16h desta quarta, dez mandados de prisão temporária foram cumpridos – sendo cinco policiais militares, dois policiais civis e outras três pessoas.

Outros seis mandados de prisão ainda faltavam ser cumpridos. Também foram expedidos 17 mandados de busca e apreensão, além de medidas cautelares, a exemplo do sequestro de bens dos principais investigados.

Entre os investigados alvos da operação, foi identificado que pelo menos 11 deles possuem certificado de Caçador, Atirador Desportivo e Colecionador (CAC). Um político da Câmara Municipal de Parnamirim também é alvo de um dos mandados. 

Foram expedidos:

5 mandados de prisão temporária e 6 de busca e apreensão em Serra Talhada; 2 mandados de prisão temporária e 2 de busca e apreensão em Salgueiro; 3 mandados de prisão temporária e 4 de busca e apreensão em Ouricuri; 1 mandado de prisão temporária em Belém de São Francisco; 1 mandado de prisão temporária e 1 de busca e apreensão em Parnamirim; 1 mandado de prisão temporária e 1 de busca e apreensão em Brejo Santo, no Ceará; 1 mandado de prisão temporária e 1 de busca e apreensão em Crato, no Ceará; 2 mandados de prisão temporária e 2 de busca e apreensão em Porteiras, no Ceará. 

Participam da operação 180 policiais federais dos Estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe, incluindo equipes do Comando de Operações Táticas da Polícia Federal, além de 50 policiais militares e nove policiais civis da Corregedorias dos Estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará

Alisson Gabriel 13 abr 2023 - 9:32m

0 Comentários

Deixe uma resposta


1Farma (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
APAE (Grande)
Integra Mais (Grande)
Valloriza / Jasfac
JCL (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)

Moda Center (Grande)
Sistemax (Grande)
RC Tecidos (Grande)
APAE (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Auto Planos (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Kits Elásticos (Grande)