Destaques Quem são os possíveis nomes que concorrerão à Presidência da Câmara de Santa Cruz

Quem são os possíveis nomes que concorrerão à Presidência da Câmara de Santa Cruz


No final do corrente ano os vereadores de Santa Cruz do Capibaribe vivenciarão mais um importante evento democrático que é a eleição para escolher a Mesa Diretora que presidirá a Casa Legislativa pelos próximos dois anos. Atualmente é o vereador Capilé da Palestina, do Grupo Verde, que ocupa o cargo de presidente.

Com a aproximação do pleito que deve movimentar os bastidores e as articulações da Casa Dr. José Vieira de Araújo após as eleições nacionais, o Blog do Bruno Muniz elenca cinco nomes que estariam na dianteira das possíveis escolhas para disputar o cargo.

CONFIRA:

Emanuel Ramos

Apesar de ser um dos parlamentares mais jovens da casa, Emanuel Ramos adotou desde o início de sua atuação como vereador o tom moderado e dificilmente é visto envolto de discursos mais polêmicos. O vereador da Base Verde, que tem como líder o candidato a deputado Allan Carneiro, do PSD, é uma aposta do grupo para uma possível aceitação dos demais vereadores já que possui um bom transito entre os dois grupos adversários.

Pontos negativos: Um dos pontos negativos do nome de Emanuel e que poderá pesar contra ele são questões administrativas, como o fato de uma assessora ter viajado para um evento institucional privado com o valor de uma diária da câmara (valor este que fora devolvido), e como ele se comportará diante delas dada a ausência de experiência em um cargo que exige tamanha responsabilidade.

Possível substituto na disputa: Vereador Zeba

Gilson Julião

Embora possua um discurso duro contra a atual gestão, o vereador Gilson Julião que integra a Base Azul, liderada pelo prefeito Edson Vieira, do UB, tende a ter um perfil visto como maleável pela sua facilidade em dialogar com os divergentes. Até pelo fator formação acadêmica, o vereador detém um discurso rebuscado e é visto como uma pessoa moderada em suas colocações, mesmo as mais polêmicas. Tal postura poderá ser levada em consideração em um cenário decisivo que exija-se a escolha de um nome que integre o Grupo Azul.

Pontos negativos: Gilson carrega o peso de ser um integrante de uma base política extremamente avessa ao atual Governo Municipal e também ao Grupo Verde. Há quem comente nos bastidores que o atual prefeito e seus aliados repelem mais os apoiadores de Edson Vieira do que os simpatizantes de Allan e do seu grupo político. E em se tratando de uma conjuntura em que o prefeito possui 4 vereadores, o que ele pensa a respeito dos demais grupos precisa ser levado em consideração.

Possível substituto na disputa: Vereador Demir da Saúde

Flávio Pontes

Levando em consideração que o vereador Augusto Maia já foi presidente da Câmara Municipal e que existe o clima de que “é a vez de outro”, um nome que surge quase que automaticamente nessa possível sucessão de câmara é o do vereador Flávio Pontes. Figura leal ao atual prefeito e que também foi, por muitos anos, um leal escudeiro de seu pai, Fernando Aragão, falecido em 2020 vítima da Covid-19.

Flávio não possui um discurso tão marcante quanto alguns outros situacionistas que já passaram pela Casa Dr. José Vieira de Araújo, mas é também tido como uma figura moderada e que busca dialogar com membros de outras alas partidárias. A postura de defender a atual gestão mesmo em momentos difíceis em plenário – como discursar para uma plateia repleta de professores contrários às suas falas – também amplifica as possibilidades dele ser um nome defendido pelos situacionistas.

Pontos negativos: Voltando a falar de discurso, Flávio Pontes não explorou ao longo dos seus praticamente dois anos de mandato a elaboração de uma linha de exposição que o fizesse ser visto pelos demais vereadores como um parlamentar capaz de influenciá-los ou conduzir demandas mais polêmicas que exijam uma construção coletiva de ideias. O vereador é também o perfil de político que evita divergir com aliados e que para evitar conflitos internos, abriria mão de insistir na disputa do cargo de presidente, por exemplo.

Possível substituto na disputa: Vando da Sertec

Carlinhos da Cohab

O vereador Carlinhos da Cohab é um nome que surge naturalmente quando o assunto é Presidência da Câmara, assim como a vereadora Jéssyca Cavalcanti, e o motivo é praticamente o mesmo: ambos são uma espécie de bandeira de seus respectivos grupos políticos. Onde houver uma pauta que envolva movimentações políticas municipais, quase sempre esses dois nomes estão inclusos. Esse cenário se dá por uma construção que não vem de hoje, mas de anos. E se ela é positiva ou negativa, só mesmo a opinião pública pode dizer.

O fato é que, sendo conhecedor de que terá ou não terá chances de ser escolhido para disputar a presidência, o vereador Carlinhos deverá tentar. Talvez alguns pontos que sejam levados em consideração por apoiadores do parlamentar sejam as suas constantes defesas da gestão, a capacidade de articular-se nos bastidores e o perfil combativo contra nomes da oposição.

Pontos negativos: A empolgação e o temperamento muitas vezes destoante do vereador pode ser algo levado em consideração para o distanciamento do seu nome na disputa pelo cargo de presidente. É possível resumir por exemplo o fato dele ser considerado um dos maiores rivais de nomes como Jéssyca que integra um grupo de oposição e já ter divergido de maneira intensa com o atual presidente da Câmara, Capilé, que integra o outro grupo oposicionista. É quase impensável imaginar que ele possa obter votos dessas duas figuras da oposição mencionadas, por exemplo.

Possível substituto na disputa: Flávio Pontes

Jéssyca Cavalcanti

Polêmica e combativa, Jéssyca tornou-se indiscutivelmente um dos símbolos da resistência do grupo político denominado Azul e que tem como líder o ex-prefeito e atual candidato a deputado estadual Edson Vieira. Nos momentos bons ou ruins, a parlamentar tem feito a defesa do ex-prefeito na Câmara e em contrapartida também faz o combate da atual gestão de maneira intensa. Sendo por vezes, a única a levantar determinadas bandeiras de maneira mais intensa colocando inclusive em cheque a sua atuação perante a opinião pública.

Tal comportamento de lealdade, faz com que Jéssyca seja vista pela liderança do seu grupo como essencial e imaginá-la presidindo o legislativo seria um fator extremamente relevante para o grupo que deixou o poder em 2020, possibilitando inclusive importantes articulações futuras. Outro fator que não pode ser ignorado, e que também agrega ao vereador Gilson citado nessa lista, é o fato do Grupo Azul possuir 8 votos na câmara.

Pontos negativos: Os pontos negativos que rodeiam a vereadora Jéssyca são também os mesmos fantasmas que assustam o vereador Carlinhos da Cohab. O maior desafio de ambos é convencer os adversários de que, caso eleitos, o comportamento dos mesmos no legislativo irá mudar perante os seus divergentes. Tida como a maior opositora do atual prefeito no legislativo, a vereadora também teria uma missão árdua de convencer o seu próprio grupo de que possuiria uma candidatura mais viável do outros aliados.

Possível substituto na disputa: Gilson Julião

Fator Surpresa

Ao contrário da eleição da câmara que elegeu Capilé em 2021, alguns quadros se moldaram de lá até aqui e é importante destacar uma dessas movimentações. O vereador Irmão Soares, do PSD, e que foi eleito pelo grupo Verde, tem adotado já há algum tempo um comportamento mais independente e que pode representar um fator surpresa importante nas eleições para Mesa Diretora desse ano.

Irmão Soares tornou-se a incógnita que pode resolver ou complicar o resultado do pleito por não possuir mais um alinhamento de “voto fechado” com a base Allan Carneiro, ao mesmo tempo em que mantém boas relações com o grupo e também com a base governista. Em recentes entrevistas, Soares sustentou que vota, seja em qual tema for, com base nas suas ideologias e que não se coloca como alguém que é preso a esse ou aquele grupo.

Após o processo eleitoral que envolve a disputa presidencial, ao qual muitos vereadores estão engajados no momento, as articulações públicas que envolvem a eleição da Câmara Municipal devem ser iniciadas.

Bruno Muniz 08 set 2022 - 13:53m

0 Comentários

Deixe uma resposta


João Januário Tecidos (Grande)
Valloriza / Jasfac
Total (Grande)
Integra Mais (Grande)
APAE (Grande)
JCL (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
1Farma (Grande)

Mandacaru Açaíteria (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Sistemax (Grande)
Moda Center (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Moura & Lima (Grande)
RC Tecidos (Grande)