Destaques Carta pela Democracia com mais de 900 mil assinaturas é lida na USP

Carta pela Democracia com mais de 900 mil assinaturas é lida na USP


Bolsonaro chamou carta de “pedaço de papel” e criticou Lula por ter assinado documento.

A “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito”, elaborado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), foi lida por volta das 12h15 nesta quinta-feira (11), no Pátio das Arcadas, no Largo São Francisco, no centro da capital paulista. Ao final da leitura, houve manifestações do público contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

O local, sede da faculdade, abrigou o ato “Manifestação em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito Sempre”, com participação de juristas, políticos, movimentos sociais, entidades e representantes da sociedade civil. Além da carta da USP, o manifesto “Em Defesa da Democracia e da Justiça, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e que teve adesão de 107 entidades, também foi lido no evento.

Com mais de 900 mil assinaturas, o documento elaborado pela Faculdade de Direito da USP teve a adesão de professores, alunos, ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), banqueiros, candidatos à Presidência e membros da sociedade civil. O texto foi revelado em primeira mão pelo analista da CNN Caio Junqueira, em julho.

Quatro representantes foram escolhidos para ler a carta: Eunice de Jesus Prudente, professora da Faculdade de Direito da USP; Maria Paula Dallari, professora da Faculdade de Direito da USP; Flavio Bierrenbach, ex-ministro do Superior Tribunal Militar (STM); e Ana Elisa Bechara, vice-diretora da Faculdade de Direito da USP.

O ato começou às 10h. A abertura da cerimônia foi feita pelo professor Carlos Gilberto Carlotti Júnior, reitor da USP. “Aqueles que rejeitam e agridem a democracia não protegem o saber”, afirmou, em sua fala. Às 11h10, José Carlos Dias, ex-ministro da Justiça e presidente da Comissão Arns, fez a leitura do manifesto da Fiesp no salão nobre da faculdade.

Além do público dentro da faculdade, movimentos sociais e manifestantes se concentraram na parte de fora, no Largo São Francisco, para acompanhar o evento por meio de telões. Após a leitura da carta, o público entoou gritos de “Fora, Bolsonaro”.

“Pedaço de papel”

O presidente Jair Bolsonaro chamou a carta em defesa da democracia, elaborada pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), de “pedaço de papel”. Ele ainda criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu rival na disputa eleitoral, por ter assinado o documento.

Com informações da CNN

Bruno Muniz 11 ago 2022 - 21:33m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Total (Grande)
JCL (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
1Farma (Grande)
Valloriza / Jasfac
Integra Mais (Grande)
APAE (Grande)

Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Sam’s Sushi (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Moura & Lima (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Auto Planos (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Luciana Mendes (Grande)