Cultura Fala de Zé Neto contra Lei Rouanet desencadeou uma avalanche de investigações contra shows pagos por prefeituras

Fala de Zé Neto contra Lei Rouanet desencadeou uma avalanche de investigações contra shows pagos por prefeituras


Em um show realizado durante o mês de maio, o cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, aproveitou para desferir falas contra a Lei Rouanet, lei esta que tem como objetivo o incentivo a cultura, mas que nos últimos tempos tem sido o pilar de uma série de polêmicas e discussões. No show em questão realizado na cidade de Sorriso, no Mato Grosso, Zé Neto afirmou não precisar de Lei Rouanet e nem de dinheiro público, criticando indiretamente outros artistas que usariam valores cedidos pela lei em questão.

Após a polêmica fala, a imprensa apurou que no show em que realizou críticas a lei de incentivo público, Zé Neto e Cristiano teriam recebido R$ 400 mil da prefeitura em questão. Apesar de se tratar de verba pública, o artista se defendeu e outros nomes como Sérgio Reis passaram a alegar que “o dinheiro de prefeitura não seria público como o da Lei Rouanet”. As investigações dão conta que os R$ 400 mil do show da dupla foram pagos com dispensa de licitação, o que é considerado uma irregularidade.

Todavia a história não parou por aí. Devido o levantamento feito pela imprensa, os cachês de outros artistas passaram a ser investigadores por entidades públicas e vários nomes tiveram shows suspensos devido as investigações. O nome mais afetado com as investigações foi o cantor Gusttavo Lima que já tem pelo menos três grandes eventos suspensos, seguidos de outros nomes como Wesley Safadão, Xand Avião e João Gomes.

Devido a situação que iniciou com falas de Zé Neto, já se fala até mesmo em uma CPI para investigar os contratados de produtoras e bandas sertanejas. Nos bastidores também corre a informação de que cantores do meio sertanejo estariam em crise com Zé Neto pelas exposições que culminaram no direcionamento de investigações ao setor.

Jefferson Elias 01 jun 2022 - 12:22m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Bahia Ferragens (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
Oficina dos Óculos (Grande)
Amanda Barros (Grande)
JCL (Grande)
Quero Sandálias (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)

Instituto Olavo Bilac (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)
Sistemax (Grande)
Chiquinho Sorvetes (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)
JCL (Grande)

MATÉRIA EM DESTAQUE

Chiquinho Sorvetes (Lateral)
Quero Sandálias (Lateral)
Athom (Lateral)
Gelar Climatização (Lateral)
Farma Fácil (Lateral)
Pernambuco Proteção Veicular (Lateral)
Arrumadinho (Lateral)
Postos Badu (Lateral)
House Club (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Lateral)
Novo Atacarejo (Lateral)
Kits Elásticos (Lateral)
BestNet (Lateral)
Escolinha Geração XXI (Lateral)
Immobilis Negócios Imobiliários (Lateral)
Agreg Comunicação (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
WG Aviamentos (Lateral)
Dr Napoleão Bezerra (Lateral)
Valloriza (Lateral)
Cabeça Gesso (Lateral)
JCL (Lateral)
Lis Bambini (Lateral)
Mateus Assistência (Lateral)
Dra Patrícia Queiroz (Lateral)
Mamuska Pizzaria (Lateral)
ASCAP (Lateral)
Oficina dos Óculos (Lateral)
Moda Center (Lateral)
Val Games (Lateral)
Floricultura Flor de Cheiro (Lateral)
Sistemax (Lateral)
Unicesumar Santa Cruz (Lateral)
Mandacaru Açaiteria (Lateral)
Bahia Ferragens (Lateral)
Amanda Barros (Lateral)
Iran Bikes (Lateral)
Aplicativo