Cotidiano Maioria de público que respondeu pesquisa comercial considera atendimento em Santa Cruz ou ruim, ou péssimo

Maioria de público que respondeu pesquisa comercial considera atendimento em Santa Cruz ou ruim, ou péssimo


O atendimento ao público em Santa Cruz do Capibaribe segue sendo um dos gargalos do comércio local. Pelo menos é o que diz mais uma pesquisa de mercado que aponta que a maioria dos entrevistados não considera o atendimento ao público bom ou qualificado.

O levantamento, feito pela Agreg Comunicação, da maneira intercalada, entre os dias 21 e 25, e 28 e 31 de março deste ano, revelou que a maioria das pessoas abordadas considera o atendimento em estabelecimentos comerciais ou ruim ou péssimo, um demonstrativo preocupante já que foram entrevistadas no local 212 pessoas, o que garante a porcentagem de fidelidade do levantamento.

Vale ressaltar que a pesquisa visava obter outros tipos de informações acerca do comércio local, mas é postura da empresa inserir questionamentos que visam entender o mercado e o comportamento do consumidor em questão. Neste ponto, foram feitas três perguntas que tinham como objetivo saber o nível de satisfação ou insatisfação dos consumidores.

No primeiro questionamento os entrevistados foram perguntados se achavam o atendimento em departamentos comerciais locais “Excelente”, “Bom”, “Intermediário”, “Ruim” ou “Péssimo”. Para surpresa do levantamento, das 212 respostas 113 disseram considerar o atendimento ou ruim ou péssimo. Vale ressaltar que durante o processo de captação de respostas os entrevistados foram alertados que o levantamento trata do setor comercial e não do setor público.

Confira:

O segundo questionamento desta natureza apresentado aos entrevistados teve como objetivo saber mais sobre como eles enxergam os serviços dos estabelecimentos que frequentam, ou seja, quais as principais situações que os levam a avaliar se um ambiente possui um atendimento bom ou ruim.

Neste quesito, foram citados diversos pontos, desde a ausência de climatização em determinados ambientes, a falta de lugar para sentar em um local de espera e até mesmo a presença de determinados gêneros musicais em alguns estabelecimentos. Mas, os que lideraram com folga a avaliação dos clientes foi a maneira como os funcionários agem ou o tempo de espera.

Confira:

Por fim, os entrevistados foram questionados sobre o desfecho de suas experiências negativas em estabelecimentos, se eles costumam voltar aos locais onde consideram que foram mal atendidos, ou se procuraram outros estabelecimentos para comprar em outras oportunidades.

Um ponto que chama atenção é que muitos dos usuários afirmaram ter que retornar a locais onde já foram mal atendidos porque o produto ou serviço que buscavam não teria em outras empresas. Ou seja, a ausência de concorrentes os obriga a seguir comprando em ambientes cujo consideram o atendimento como ruim ou péssimo.

Confira:

Bruno Muniz 11 abr 2022 - 10:55m

1 Comentário

  • Andre Laworksy disse:

    Agora façamos a seguinte pesquisa: perguntem aos comerciantes o que acham da educação e/ou bons modos dos clientes de Santa Cruz? O resultado vai surpreender!

Deixe uma resposta


Quero Sandálias (Grande)
Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)
JCL (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
ASCAP (Grande)
Athom (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários (Grande)

Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)
Quero Sandálias (Grande)
Iran Bikes (Grande)
220 Cabeamentos (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Lis Bambini (Grande)
JCL (Grande)
Best Net (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)