Destaques Adolescente mata a própria mãe e o irmão de 7 anos; ele também baleou o pai

Adolescente mata a própria mãe e o irmão de 7 anos; ele também baleou o pai


O autor dos disparos teria dito se sentir “pressionado” por cobranças para estudar e cumprir com tarefas domésticas, e a gota d’água foi uma discussão por causa de um jogo online.

Um adolescente de 13 anos matou a tiros a própria mãe e o irmão mais novo, de 7 anos, e baleou o pai. O caso aconteceu na tarde deste sábado (19), na casa onde a família morava no bairro Jardim Guanabara, no município de Patos, que fica no sertão da Paraíba.

O pai é policial militar reformado e, por isso, tinha uma arma de fogo em casa. Baleado no tórax, o homem de 56 anos foi socorrido para o Hospital Regional de Patos, mas diante da gravidade precisou ser transferido para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Ele está em estado grave.

Motivação
Em depoimento, o autor dos disparos teria dito se sentir “pressionado” por cobranças para estudar e cumprir com tarefas domésticas.

“Estava tirando notas baixas porque em casa só queria saber de estar jogando esse jogo […] O menino, quando era cobrado pra arrumar uma cama ou então enxugar uma louça, disse ele que se sentia pressionado”, contou o delegado Renato Leite em entrevista à TV Sol.

O delegado explicou que o que teria sido a “gota d’água” para o crime.

“O adolescente de 13 anos alegou que a motivação pra ele ter cometido o que ele cometeu foi porque os pais estavam privando ele de jogar um jogo. O jogo que ele estava jogando era ‘Roblox’. A motivação, que ele alegou ter sido a gota d’água hoje, para que ele pegasse a arma do pai, que o pai era policial militar, e resolvesse atirar contra a mãe dele, atirar contra o pai e depois contra o irmão mais novo, foi justamente por isso. Ele alegou que era pressionado para tirar boas notas na escola”, disse Leite.

“Eu percebi que ele, quando soube que o pai ainda estava vivo, se assustou. Acho que ele estava mais satisfeito se todos os três tivessem falecido”, completou.

Registro do caso
O delegado explicou ao jornal O Globo que a ocorrência foi registrada como um procedimento especial envolvendo menor de idade em um contexto de violência doméstica, uma vez que as vítimas são mãe, irmão (ambos que morreram no local) e pai (que ficou gravemente ferido) do suspeito.

Ainda segundo o delegado, o menor foi encaminhado para uma sala revervada para menores de idade que fica na carceragem da Polícia Civil da Paraíba, onde aguarda a audiência de apresentação e decisão judicial.

“A gente representou pela internação provisória do menor e, provavelmente, deve ser isso que vai acontecer. Após a audiência judicial, ele deve ser encaminhado ao Centro de Internação de Adolescentes aqui da Paraíba, que fica no município de Sousa, no sertão”, explicou ao Globo.

No início da tarde deste domingo, o delegado contou que “os corpos das vítimas fatais já foram liberados para a família fazer o enterro. O pai continua em estado grave”. Ainda conforme O Globo, a investigação foi concluída e alguns laudos periciais serão anexados para a finalização do caso.

Dinâmica
No momento do crime, a mãe do adolescente estava no quarto do casal dormindo, pois estava com dor de dente, enquanto o pai havia saído para comprar um remédio para ela, relatou o delegado à TV Sol.

Antes de sair, no entanto, o PM reformado teria pego o celular do estudante como forma de punição por seu mal desempenho na escola.

Então, o jovem teria ido até o escritório do pai e pego a arma de fogo. Segundo o delegado, a arma estava “bem guardada” em um armário de ferro fechado.

“A mãe aguardava no quarto, deitada, dormindo. Ele chegou, encostou a arma na cabeça dela e efetuou um disparo contra a mãe”, disse o delegado.

Com o barulho, o irmão mais novo, que estava no próprio quarto, foi até o local e começou a brigar com o adolescente. O jovem teria chegado a correr atrás da criança para atingir ela também.

“O pai chegou, tentou intervir, que ele soltasse a arma, e ele terminou efetuando um b, que caiu na sala. O irmão, ao ver o pai caído, foi tentar socorrer o pai, o abraçou, foi quando ele (o adolescente) atirou no irmão pelas costas”, explicou Leite.

“Depois, friamente, ele guardou a arma onde estava, chamou o Samu e tentou fazer (parecer) que tinha sido um assalto, que (ladrões) tinham entrado e praticado um assalto. Mas depois de todas as diligências que fizemos, a gente conseguiu elucidar esse caso. A arma foi apreendida, foi encaminhada pra perícia. O menor aguarda num local adequado, por ser menor, a manifestação judicial e do Ministério Público”, completou o delegado.

com informações de O Globo

Bruno Muniz 20 mar 2022 - 18:02m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Quero Sandálias (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Amanda Barros (Grande)
Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Iran Bikes (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários (Grande)

JCL (Grande)
Best Net (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Postos Badú (Grande)
Dr. Leonardo Brito (Grande)
Iran Bikes (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Quero Sandálias (Grande)
Valloriza (Grande)
Lis Bambini (Grande)