Destaques Estudo da Fiocruz mostra efetividade das vacinas em idosos

Estudo da Fiocruz mostra efetividade das vacinas em idosos


Pesquisa avaliou pessoas que receberam CoronaVac e AstraZeneca.

Uma pesquisa feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) constatou que o esquema vacinal completo contra covid-19 (duas doses) garante taxas de efetividade médias de 79,8% em pessoas com 60 a 80 anos e de 70,3% em idosos com mais de 80 anos.

Considerando-se uma média daqueles que receberam o esquema vacinal completo e aqueles que tomaram apenas a primeira dose, as taxas de efetividade ficam em 73,7% em idosos com até 79 anos e de 63% em pessoas com 80 anos ou mais.

O estudo considerou os imunizados com CoronaVac e AstraZeneca e foi feito com base em registros de hospitalização e morte por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), o que permitiu avaliar a efetividade em relação à redução de casos graves e óbitos.

As duas vacinas têm, no entanto, taxas diferentes. Na CoronaVac, por exemplo, a taxa de efetividade para pessoas com esquema vacinal completo é de 79,6% para pessoas com 60 a 79 anos e de 68,8% em idosos com 80 anos ou mais.

Se forem considerados todos os imunizados, ou seja, aqueles com esquema vacinal completo e os que tomaram apenas a primeira dose, as taxas são de 70,3% em pessoas com 60 a 79 anos e de 62,9% em idosos com 80 anos ou mais, no caso da CoronaVac.

Para a AstraZeneca, no entanto, não foi possível avaliar a efetividade com o esquema vacinal completo, já que a segunda dose só é aplicada três meses depois da primeira. Portanto, a Fiocruz trabalhou com estimativas.

A taxa de efetividade da AstraZeneca com aqueles que receberam pelo menos a primeira dose chegou a 81,7% para pessoas com 60 a 79 anos e de 62,8% naqueles com 80 anos ou mais.

“A efetividade da vacinação continuará a ser avaliada, buscando estimar os dados de efetividade das vacinas com sua utilização no mundo real, no contexto epidemiológico e das variantes circulantes. Nesse sentido, os dados obtidos até o momento refletem principalmente as evidências de proteção vacinal frente à variante gama, preponderante no país neste período”, informa nota técnica divulgada pela Fiocruz.

A nota destaca ainda que medidas restritivas e o uso de máscaras podem influenciar no aumento de infecções por covid-19.

“O relaxamento de medidas não farmacológicas após a vacinação, como uso menos frequente de máscara e aumento nas interações sociais presenciais sem os devidos cuidados de distanciamento e ventilação, induzem a maior risco de infecção”.

Bruno Muniz 11 jul 2021 - 12:28m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Oficina dos Óculos (Grande)
Richard Martyns (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Clim Center (Grande)
Acqua Pet Capibaribe (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
CNA (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
JCL (Grande)
Gelar (Grande)

CNA (Grande)
Acqua Pet Capibaribe (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)
Jasfac (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Simone Joias (Grande)
Dr. Leonardo Brito
JCL (Grande)
Ana Laura Personalizados (Grande)

VÍDEO EM DESTAQUE

Design Riscos (Lateral)
Dr. Leonardo Brito (Lateral)
Império dos Camarões (Lateral)
Arrumadinho (Lateral)
Oficina dos Óculos (Lateral)
Moda Center (Lateral)
CNA Santa Cruz (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
Bruno Assistência (Lateral)
House Club (Lateral)
Agreg Comunicação (Lateral)
Clínica Vitta (Lateral)
Richard Martyns (Lateral)
Escolinha Geração XXI (Lateral)
Unicesumar Santa Cruz (Lateral)
Gelar (Lateral)
Clim Center (Lateral)
Ana Laura Personalizados (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
Autoescola Nossa Senhora das Graças (Lateral)
BestNet (Lateral)
Lis Bambini (Lateral)
Immobilis (Lateral)
Acqua Pet Capibaribe (Lateral)
Real Tags e Etiquetas (Lateral)
Simone Joias (Lateral)
Novo Atacarejo (Lateral)
Val Games (Lateral)
JCL (Lateral)
Academia Saúde e Forma (Lateral)
Aplicativo