Cotidiano Doações de sangue caem 20% e governo lança campanha

Doações de sangue caem 20% e governo lança campanha


Para incentivar a doação voluntária e regular de sangue, o Ministério da Saúde realiza nesta terça-feira (23) o dia D da campanha “Meu Sangue Brasileiro”. Até agora, não houve desabastecimento no país, mas, em 2020, por causa da pandemia de Covid-19, houve queda no número de doações de aproximadamente 20%. 

A reposição frequente dos estoques de sangue é necessária para tratar anemias crônicas, cirurgias de urgência, acidentes que causam hemorragias, complicações da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves.

Este ano, o objetivo da campanha é melhorar o auxílio e a informação sobre a segurança no que diz respeito ao ato da doação de sangue em meio a pandemia. 

Todas as medidas de segurança em relação à Covid-19 estão sendo adotadas pelos hemocentros do país desde o início da pandemia, como condições de higiene e antissepsia adequadas na recepção dos candidatos, coleta do sangue sem exposição a aglomerações de pessoas por meio de agendamentos e distanciamento entre as cadeiras de coleta. Enquanto dá sequência  à campanha de vacinação contra a Covid-19, o Ministério da Saúde orienta para que os brasileiros doem sangue no hemocentro mais próximo antes de serem vacinados contra a doença. 

Períodos de restrição

“A população precisa estar ciente sobre os períodos de restrição para doação de sangue após receber a vacina. Por isso, enfatizamos a importância das pessoas fazerem as doações antes de receberem a vacina. A doação de sangue é segura e não contraindica a vacinação, podendo, inclusive, receber a vacina logo em seguida à doação”, garante o coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Rodolfo Firmino.

Segundo dados do ministério, atualmente a taxa de doação de sangue voluntária da população brasileira é de 1,6%, número que está dentro do preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 2019, o governo investiu R$ 1,5 bilhão na rede de sangue e hemoderivados no Brasil e R$ 1,6 bilhão em 2020. O valor diz respeito à aquisição de medicamentos e equipamentos, reformas, ampliação e qualificação da rede.

Jefferson Felipe 23 mar 2021 - 9:53m

0 Comentários

Deixe uma resposta


RC Tecidos (Grande)
Acqua Pet Capibaribe (Grande)
Cuscuz da Moda (Grande)
Bezerra Poços (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Império dos Camarões (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Clim Center (Grande)
More Love (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)

Arrumadinho (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Lis Bambini
Unicesumar EAD (Grande)
Localiza Moda (Grande)
JCL (Grande)
Best Net
Acqua Pet Capibaribe (Grande)

VÍDEO EM DESTAQUE

Lis Bambini (Lateral)
Clim Center (Lateral)
Val Games (Lateral)
JCL (Lateral)
Instituto Olavo Bilac (Lateral)
Cuscuz da Moda (Lateral)
Agreg Comunicação (Lateral)
Império dos Camarões
Autoescola Nossa Senhora das Graças (Lateral)
Real Tags e Etiquetas (Lateral)
More Love (Lateral)
Immobilis (Lateral)
Richard Martyns (Lateral)
Caruaru da Sorte (Grande)
HB Joias e Relógios (Lateral)
Moda Center (Lateral)
BestNet (Lateral)
Tintas Quimilson (Lateral)
Design Riscos (Lateral)
Escolinha Geração XXI (Lateral)
Simone Joias (Lateral)
House Club (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
Localiza Moda (Lateral)
Acqua Pet Capibaribe (Lateral)
Dr. Leonardo Brito (Lateral)
Academia Saúde e Forma (Lateral)
VRC College (Lateral)
Clínica Vitta (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
Alan Vidros (Lateral)
Unicesumar Santa Cruz (Lateral)
Aplicativo