Economia Procon orienta sobre falsas promoções na Black Friday

Procon orienta sobre falsas promoções na Black Friday


Com a proximidade da Black Friday, realizada no próximo dia 27, um dos eventos mais aguardados pelo comércio, os consumidores precisam estar atentos na hora de realizar compras. O Procon, após pesquisa de preços nos últimos três meses, detectou que muitas lojas continuam com a práticas da promoções frias.

“Vários estabelecimentos, tanto físicos, como online, tiveram aumento substancial nos valores cobrados por alguns produtos que estão justamente sendo anunciados para esta Black Friday”, explica Ana Paula Jardim, presidente do Procon.

Alguns produtos analisados sofreram alterações significativas antes de ser anunciados com falsos descontos.

“Como exemplo, encontramos um determinado modelo de telefone celular que era vendido por R$ 4.999,00 em setembro e teve o valor aumentado para R.999,00 no final de outubro. Agora, em novembro está constando com o “preço promocional” de R$ 4.999,00 numa mesma loja. Já outro aparelho custava R$ 3.599,00 em setembro, passou para R$ 4.914,00 em outubro, e agora, está sendo anunciado com “valor promocional” de R$ 4.490,00″, esclarece a presidente do Procon.

As pesquisas foram realizadas nos dias 29 de setembro, 28 de outubro e 11 de novembro em dez lojas físicas e quatro virtuais com os 80 produtos mais vendidos em eventos anteriores, para averiguar se as lojas irão se valer de manipulações sobre os valores dos produtos e dá dicas para o consumidor evitar as armadilhas das falsas promoções.

O intuito do Procon, além de fiscalizar as falsas promoções, é coibir a venda de produtos que não estejam em estoque e anúncios sem informações precisas ao público, entre outras violações à Lei n. 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor).

“Pedimos que os consumidores denunciem, por que as sanções aos lojistas variam de multas a terem o anúncio retirado do ar”, completa Ana Paula.

Em caso de irregularidades, o consumidor pode fazer denúncias ao Procon pelo site procon.recife.pe.gov.br – que também oferece outras orientações aos consumidores – pelas redes sociais do órgão ou pelo telefone: 08002811311. A planilha completa com as lojas e produtos analisados pelo órgão pode ser acessada no site do Procon.

Bruno Muniz 13 nov 2020 - 9:07m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Integra Mais (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
1Farma (Grande)
JCL (Grande)
Total (Grande)
APAE (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Valloriza / Jasfac

Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Moura & Lima (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
APAE (Grande)
Sam’s Sushi (Grande)
Moda Center (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Luciana Mendes (Grande)

REPORTAGEM ESPECIAL

Vitta (Lateral)
Luciana Mendes (Lateral)
Sam’s Sushi (Lateral)
M Mestre Empreendimentos (Lateral)
BestNet (Lateral)
Dra Patrícia Queiroz (Lateral)
RC Tecidos (Lateral)
Val Games (Lateral)
Novo Atacarejo (Lateral)
Stylus Óculos (Lateral)
Cabeça Gesso (Lateral)
JCL (Lateral)
Moura & Lima (Lateral)
Mandacaru Açaiteria (Lateral)
Sign Digital (Lateral)
1Farma (Lateral)
Kits Elásticos (Lateral)
Altas Horas (Lateral)
Auto Planos (Lateral)
Totali (Lateral)
Sistemax (Lateral)
Integra Mais (Lateral)
Centrus (Lateral)
Immobilis Negócios Imobiliários (Lateral)
Mateus Assistência (Lateral)
Moda Center (Lateral)
Bahia Ferragens (Lateral)
Athom (Lateral)
Agreg Comunicação (Lateral)
Rede Ponto Com (Lateral)
João Januário Tecidos (Lateral)
Arrumadinho (Lateral)
House Club (Lateral)
Aplicativo