Cotidiano Projeto de alunos pernambucanos está na final de torneio de robótica sobre a Covid-19

Projeto de alunos pernambucanos está na final de torneio de robótica sobre a Covid-19


Com a pandemia do Covid-19, mais do que nunca é preciso cuidar da saúde, praticar exercícios físicos e estar atento aos alimentos ingeridos, pois a má alimentação somada ao sedentarismo podem baixar a imunidade e deixar a pessoa mais exposta ao coronavírus. Pensando nisso e em desenvolver algo que ajude a fortalecer o sistema imunológico, estudantes do SESI Escada criaram um chocolate que contém as quantidades ideais de vitaminas C, D e E, além de complexo B, zinco e selênio, ativos e indispensáveis para a manutenção da imunidade. O projeto é um dos finalistas do Desafio de Robótica Covid-19, torneio estudantil promovido pelo SESI Nacional.

O chocolate, batizado de Imunity, oferece 70% de puro teor de cacau, é livre de lactose, e tem a quantidade de vitaminas e é indicado, principalmente, para idosos e crianças.

“Essas faixas etárias possuem mais dificuldade para ingerir cápsulas e medicamentos. Enquanto que os idosos fazem parte do principal grupo de risco da Covid-19 e devem ter ainda mais cuidados para não cair a imunidade, as crianças têm uma certa rejeição a remédios. Por isso, pensamos em criar um suplemento embutido em um chocolate”, explicou a aluna do 2º ano do Ensino Médio do SESI Escada Ester Santos.

A ideia de desenvolver o Imunity surgiu quando Ester e seus colegas da equipe Unity – Tales Paulo, Heloísa Pereira, Silas Robert e Robson Matheus – se uniram para desenvolver um projeto inovador para o Desafio de Robótica Covid-19, que propôs aos alunos criarem, a distância, soluções que minimizem os impactos causados pela doença.

“Pensamos em como poderíamos ajudar as pessoas a manterem a imunidade alta em tempos de epidemia. Foi aí que chegamos à conclusão que deveríamos fazer uma suplementação que tivesse a quantidade necessária de vitaminas”, pontuou Ester.

Das 367 equipes inscritas no Desafio de Robótica Covid-19, apenas 39 passaram para a segunda fase, sendo a Unity a única de Pernambuco. Agora, os estudantes do SESI Escada aguardam o resultado final, que será divulgado no dia 24 de setembro. Eles estão sendo avaliados em quatro critérios: inovação, criatividade, impacto social e empreendedorismo.

Para a professora do SESI Escada e técnica da equipe, Mônica Mendonça, estar na final de um tornei a nível nacional é fruto de orgulho e muito esforço.

“Essa competição foi bastante desafiadora e possibilitou o desenvolvimento de novas habilidades. Foi emocionante acompanhar a evolução e dedicação da equipe, além de vê-los como protagonistas na construção do conhecimento”, disse.

De acordo com Ester, as expectativas dela e dos outros integrantes da Unity para o grande prêmio estão altas.”Participar do torneio foi uma experiência enriquecedora, porque todas as etapas foram on-line. Além, claro, de ser gratificante saber que estamos ajudando o país em um período atípico como este”.

Em parceria com a rede de farmácias de manipulação Pharmapele, os estudantes produziram amostras do Imunity e garantiram a viabilização do produto, que custará, em média, R$ 130 uma caixa com 30 unidades. Para adquirir o Imunity, o consumidor deve comparecer a uma loja da Pharmapele e fazer o seu pedido.

“Os chocolates têm validade de quatro meses e o ideal é que seja consumido um por dia. Eles podem ser conservados em temperatura ambiente ou armazenados na geladeira”, comentou Ester.

Keilla Brito 22 set 2020 - 15:29m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Altas Horas Outlet (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Cetias (Grande)
Sollaris Energy (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Dra. Palloma Santana (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Clim Center (Grande)
Máscara Cristal (Grande)

Unicesumar EAD
Dr. Leonardo Brito
Jasfac (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Lis Bambini
Best Net
Larissa Marques (Tô na Fono)
Vitta (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Arrumadinho (Grande)