Cotidiano

Vendedor de cachorro-quente que precisou parar de trabalhar por conta de pandemia pede que público pare de doar após campanha


“O que vocês doaram já dá pra vencer a batalha”, disse em um vídeo.

Morador do Recife, Joaquim Antônio, conhecido pela por muitos como ‘Barruada’, vendedor de cachorro-quente que tem seu ponto em frente ao Colégio Salesiano Recife, na Rua Dom Bosco, área central da capital, precisou abandonar o trabalho desde que veio a pandemia. Há mais de 30 anos Barruada trabalha no local.

Após ficar sem renda, um vídeo do senhor pedindo ajuda de alimentos foi compartilhado nas redes sociais. Sensibilizados, alunos e ex-alunos, sobretudo do Salesiano, se juntaram e começaram a doar dinheiro para o vendedor.

Após diversas doações, Barruada fez um novo vídeo pedindo para que as pessoas não mais doasse pois acreditava que o que havia recebido já era o suficiente. Seu gesto de honestidade emocionou os internautas.

Bruno Muniz 21 maio 2020 - 20:25m

0 Comentários

Deixe uma resposta


João Januário Tecidos (Grande)
Total (Grande)
APAE (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Integra Mais (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
1Farma (Grande)
Valloriza / Jasfac
JCL (Grande)

Mateus Assistência (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Sistemax (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
APAE (Grande)
Luciana Mendes (Grande)
M Mestre Empreendimentos (Grande)
Cetias (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)