Cotidiano

Vendedor de cachorro-quente que precisou parar de trabalhar por conta de pandemia pede que público pare de doar após campanha


“O que vocês doaram já dá pra vencer a batalha”, disse em um vídeo.

Morador do Recife, Joaquim Antônio, conhecido pela por muitos como ‘Barruada’, vendedor de cachorro-quente que tem seu ponto em frente ao Colégio Salesiano Recife, na Rua Dom Bosco, área central da capital, precisou abandonar o trabalho desde que veio a pandemia. Há mais de 30 anos Barruada trabalha no local.

Após ficar sem renda, um vídeo do senhor pedindo ajuda de alimentos foi compartilhado nas redes sociais. Sensibilizados, alunos e ex-alunos, sobretudo do Salesiano, se juntaram e começaram a doar dinheiro para o vendedor.

Após diversas doações, Barruada fez um novo vídeo pedindo para que as pessoas não mais doasse pois acreditava que o que havia recebido já era o suficiente. Seu gesto de honestidade emocionou os internautas.

Bruno Muniz 21 maio 2020 - 20:25m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Iran Bikes (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Floricultura Flor de Cheiro (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
Novo Atacarejo (Grande)
Oficina dos Óculos (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)
Farma Fácil (Grande)

Chiquinho Sorvetes (Grande)
ASCAP (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Valloriza (Grande)
Pernambuco Proteção Veicular (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)