Destaques TCU quer identificar e recolher valores de R$ 600,00 de pessoas que receberam indevidamente

TCU quer identificar e recolher valores de R$ 600,00 de pessoas que receberam indevidamente


O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que os militares que receberam os R$ 600 do auxílio emergencial de forma irregular devolvam o valor. Segundo despacho, o ressarcimento deve ser imediato com adoção de previdências necessárias pelo Ministério da Defesa, inclusive com a retenção do valor na folha de pagamento.

Ao ser referendada no plenário do TCU na noite desta quarta-feira (13), a cautelar obrigou o governo a colocar o nome de todos os beneficiários do auxílio emergencial no Portal da Transparência. O governo tem 15 dias para publicar os nomes de quem já recebeu o benefício. Até 30 de abril, 50,52 milhões de pessoas foram consideradas aptas a receber o benefício.

O TCU ainda determina, cautelarmente, aos ministérios da Defesa e o da Cidadania que, caso os ressarcimentos não tenham ocorrido até a data de fechamento da folha de pagamento do mês de maio, via Guia de Recolhimento da União (GRU), que seja realizada retenção no mesmo valor recebido pela pessoa que integra a folha, seja ela militar ativo, inativo ou pensionista. Ainda, é necessário impedir que novos militares realizem o cadastro, cancelar os cadastros admitidos, de modo a evitar a continuidade de pagamentos ilegais.

Bruno Muniz 14 maio 2020 - 9:54m

0 Comentários

Deixe uma resposta


ASCAP (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Oficina dos Óculos (Grande)
WG Aviamentos (Grande)
Gelar Climatização (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
Iran Bikes (Grande)

ASCAP (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)
Iran Bikes (Grande)
Kits Elásticos (Grande)
Dr. Napoleão Bezerra (Grande)
Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
Novo Atacarejo (Grande)
Floricultura Flor de Cheiro (Grande)
Quero Sandálias (Grande)
Bahia Ferragens (Grande)