Destaques Mais de 12 milhões de brasileiros devem refazer cadastro no auxílio emergencial

Mais de 12 milhões de brasileiros devem refazer cadastro no auxílio emergencial


Caixa afirma que mais de 12 milhões de pessoas tiveram pedidos considerados inconclusivos para auxílio emergencial.

Ao menos 12,4 milhões de brasileiros que pediram o auxílio emergencial de R$ 600 devem refazer o cadastro no aplicativo do programa ou no site auxilio.caixa.gov.br, segundo afirmação do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, divulgada nesta segunda-feira (4). De acordo com ele, este é o total de inscritos que tiveram o cadastro classificado como inconclusivo, porque as informações não puderam ser analisadas pela Dataprev, estatal de tecnologia que processa os pedidos.
Segundo o presidente da Caixa, os cadastros inconclusivos podem estar relacionados a dados divergentes, como número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), endereço e informações sobre dependentes. Guimarães enfatizou que apenas os cidadãos com pedidos considerados inconclusivos podem refazer o cadastro. Quem teve o benefício rejeitado e recebeu a classificação de inelegível não pode retificar os dados.

Conforme balanço apresentado por Guimarães, dos 97 milhões de pedidos de auxílio emergencial, 50,1 milhões foram aprovados, 26,1 milhões, considerados inelegíveis e 12,4 milhões receberam a classificação de inconclusivos. Ainda há um total de 5,2 milhões de cadastros em análise.

Segunda parcela

O presidente da Caixa informou que divulgará o calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial nesta semana. Previsto para começar em 23 de abril, o pagamento foi adiado para o início de maio porque o número de pedidos superou a previsão, levando o governo a pedir crédito suplementar no Orçamento.

Guimarães reiterou que os inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e os trabalhadores informais que se cadastraram no site e no aplicativo receberão em dias diferentes dos beneficiários do Bolsa Família para evitar aglomerações nas agências. Quem está no Bolsa Família recebe o benefício nos últimos 10 dias úteis do mês, conforme o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS).

O presidente da Caixa disse que aguarda definição do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e do presidente Jair Bolsonaro para divulgar o novo cronograma.

Jefferson Felipe 05 maio 2020 - 9:55m

1 Comentário

Deixe uma resposta


Immobilis Negócios Imobiliários
Bezerra Poços (Grande)
Clécia Lima (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Cetias (Grande)
JCL (Grande)
Clim Center (Grande)

Vitta (Grande)
Best Net
Lis Bambini
Polo da Moda Campina (Grande)
JCL (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Unicesumar EAD (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Design Riscos (Grande)
Clécia Lima (Grande)