Política “A gestão trabalha sem planejamento, estratégia e inteligência”, diz deputado Alberto Feitosa sobre alto número de mortes por Covid-19 em Pernambuco

“A gestão trabalha sem planejamento, estratégia e inteligência”, diz deputado Alberto Feitosa sobre alto número de mortes por Covid-19 em Pernambuco


O deputado Alberto Feitosa (PSC) fez críticas, na Reunião Plenária desta quinta (30), às ações do Governo do Estado e da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) no enfrentamento à pandemia de Covid-19. O parlamentar se disse “perplexo com os números de mortes confirmadas, quando comparados aos de outros Estados brasileiros”. Por sua vez, o líder do Governo, deputado Isaltino Nascimento (PSB), declarou que “é o Brasil quem está sendo motivo de críticas e chacota mundial, não Pernambuco nem a Capital”.

De acordo com Feitosa, a taxa de mortalidade pelo novo coronavírus no Recife é de 131 por milhão, superior à dos Estados de São Paulo (51/milhão), Rio de Janeiro (46/milhão), Ceará (50/milhão) e Amazonas (95/milhão). E, na comparação por Estado, Pernambuco, com 59 mortes por milhão, tem a segunda maior taxa, à frente de São Paulo (51) e Ceará (50). O deputado do PSC acentuou também que, em números absolutos, Pernambuco identificou 538 mortes provocadas pela doença, acima de Estados com população maior, como Bahia (96), Rio Grande do Sul (50) e Minas Gerais (80).

O parlamentar avaliou que as administrações do Recife e do Estado não demonstram capacidade de gerenciar a crise. Ele reforçou críticas a aglomerações em espaços como o do Ceasa, nos transportes públicos e na porta de escolas de rede municipal. Também apontou problemas no atendimento à população em situação de rua, além da falta de orientação e de distribuição de equipamentos de proteção. “Estamos perdendo vidas devido à incompetência clara, que os números vêm mostrando”, expôs. “Pernambuco ficará conhecido como a capital do novo coronavírus no Nordeste”, prosseguiu.

Feitosa criticou, ainda, “medidas atabalhoadas” que teriam provocado quebra de empresas e perda de empregos. “A gestão trabalha sem planejamento, estratégia e inteligência”, acredita, lamentando também o aumento do número de homicídios no Estado. Para ele, o prefeito Geraldo Julio tenta transferir ao Governo Federal a responsabilidade pelos problemas. Em aparte, Antonio Fernando (PSC) considerou importante o debate levantado pelo correligionário, mas ponderou: “Talvez devêssemos trazer sugestões para melhorar o atendimento aos pacientes e à sociedade e deixar as críticas para depois”.

Bruno Muniz 01 maio 2020 - 21:14m

0 Comentários

Deixe uma resposta


RC Tecidos (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Bezerra Poços (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Cetias (Grande)
JCL (Grande)
Clim Center (Grande)

Arrumadinho (Grande)
Simone Joias (Grande)
Best Net
Alan Vidros (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Polo da Moda Campina (Grande)
Lis Bambini
JCL (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Vitta (Grande)