Destaques “A quarentena e sua mente” — Entrevista com o Dr. Fellype Freitas, psiquiatra

“A quarentena e sua mente” — Entrevista com o Dr. Fellype Freitas, psiquiatra


Em meio a crise contra o Covid-19 (Corona Vírus) jamais imaginada por nós brasileiros, a nossa “mente”precisa estar bem preparada para enfrentarmos o confinamento da quarentena. Portanto, trazemos em nossa coluna, uma entrevista inédita com o mineiro/paulista Dr. Fellype Freitas, que é Médico formado pela UFOP/MG, Psiquiatra com Residência Médica pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Cursando também Mestrado em Medicina Preventiva na Faculdade de Medicina da USP e trabalha com atendimento ambulatorial de consultas de Psiquiatria, Psicoterapia e Interconsultas de Psiquiatria em Hospital Geral./SP.

Nutricionista Helder Viegas – É um prazer entrevistarmos o amigo psiquiatra Dr Fellype, e iniciamos a entrevista questionando quais as possíveis alterações e/ou patologias mentais que podem acometer nossa mente, durante períodos de isolamento, como este da quarentena contra o Covid-19? 

Dr Fellype Freitas – Olá amigo Helder, obrigado pelo convite. Ocorre que as formas de sofrer são diversas. Eu prefiro o conceito de Transtornos Mentais ao invés de doença ou patologia, ou formas de sofrimento ao invés de alterações, porque creio não reforçarem o lugar de doente na Psiquiatria e Saúde Mental. Mas essa tem sido uma questão, o Covid-19 é etiológico de uma doença orgânica que tem causado medo, apreensão, insegurança e outras formas de sofrer inerentes ao humano. A Síndrome Respiratória causada pelo vírus tem potencial de gravidade clínica e não entro nessa questão porque, inclusive a mídia, tem difundido falas dos colegas epidemiologistas e infectologistas com a real gravidade para a vida, mas as formas como as pessoas constroem o tamanho do problema nas suas mentes são bem plurais e peculiares às vezes. O humano é complexo demais para colocarmos essa forma de sofrer antecipatória, mais comum, no bojo da ansiedade. Ficar sozinho suscita colocarmo-nos diante de nós mesmos e de nossas questões de vida e isso tem sido difícil para muita gente. 

Nutricionista Helder Viegas – Pessoas que até então não possuam tais sofrimentos como você disse, ou diagnóstico de Transtorno Mental, poderão desenvolve-las durante a pressão da quarentena?

Dr Fellype Freitas – Todos estamos suscetíveis a tristeza, angustia, medo, solidão, depressão, transtorno de ansiedade entre outros, independentemente da quarentena. Mas coloco para pensar que a pressão da quarentena, como você bem lembrou, se coloca como fenômeno estressor na vida das pessoas e pode intensificar esses problemas. É como caminhar sozinho na floresta e se deparar com uma fera, a psicobiologia chama de resposta de “luta ou fuga” é uma resposta humana, orquestrada pela biologia e pelas nossas ideias de sobrevivência, de formas de lidar com os perigos. O potencial de perigo traz sofrimento, agora temos um perigo comum no senso coletivo, embora outros perigos sejam diferentes entre as pessoas, cada um olha diferente para seu espelho, olhar para si nesses momentos de solidão pode ser desafiador e difícil. 

Nutricionista Helder Viegas – Quais sinais e sintomas detectáveis e relacionados a estas formas de sofrer ou síndromes, que temos que observar durante este período em nós e em nossos familiares, para procurar ajuda médica psiquiátrica? 

Dr Fellype Freitas – É preciso se ater a mudança de padrões. As pessoas são muito diferentes para dizer que se isolar dos meios de comunicação e redes sociais, ou ter alterações de sono e apetite indicam algum adoecimento. No geral, mudanças significativas nos jeitos de ser nesse período demandam buscar ajuda de algum profissional de saúde mental. Muitos de nós estão dando contornos diferentes nesse período, psicólogos que atendem por Skype, médicos que reduzem agenda e priorizam gravidades, etc, Pensemos que é um momento difícil e que pode ser uma forma de buscar ajuda, o estigma está na cabeça das pessoas, é preciso combater ele também. 

Nutricionista Helder Viegas – Quais os métodos mais eficazes para se conter estas alterações, como por exemplo estresse, depressão e os outros citados?

Dr Fellype Freitas – Primeiro passo se um sujeito não se sente bem é buscar ajuda, os meios de comunicações estão postos e os profissionais de saúde mental a postos. Agora, no geral, retomar projetos de vida, estudos, etc, ocupar a mente de alguma forma com coisas de vida pode ser positivo, mas dizer para uma pessoa que não gosta de esporte ver futebol no tempo ocioso, por exemplo, não é legal, acho que prevalece o bom senso.

Nutricionista Helder Viegas – O psiquiatra, assim como o profissional psicólogo já autorizado, pode realizar assistência médica on line? O senhor concorda com este atendimento à distância para a atual situação de crise e como ele dar-se-á?

Dr Fellype Freitas – A informação que tenho é a de que o CFP – Conselho Federal de Psicologia normatiza atendimentos a distância, como Skype por exemplo, mas o CFM estuda elaborar algo nesse sentido. O atendimento médico às vezes demanda exame físico, troca de receita e exames, tem sido difícil resolver essa questão.

Nutricionista Helder Viegas – É sabido já de grande parte da população do risco à saúde para auto-medicação, quais os riscos desta auto-medicação com medicações de tarja preta ou outras drogas por exemplo para dormir, tendo em vista ansiedade e insônia com a atual situação que muitos já relatam? 

Dr Fellype Freitas – É desastroso. Primeiro que são medicações de prescrição controlada exatamente porque demandam acompanhamento médico, tem sido consenso entre colegas que seguem linhas como a minha, evitar medicações tarja preta. A prescrição tem seu lugar, sua indicação e não é para todas as formas de sofrer.

Nutricionista Helder Viegas – Qual sua mensagem final para todos os pernambucanos e humanos brasileiros neste momento de intensa pressão durante o confinamento?

Dr Fellype Freitas – Amigo, eu sou do Norte de Minas Gerais, construindo minha trajetória profissional em São Paulo, mas tenho família longe e me preocupo com o bem estar dos meus. Acho que essa crise, com toda essa proposta de confinamento, pode trazer mais união entre os brasileiros, sejam Pernambucanos, Mineiros e Paulistas. Os meios de comunicação facilitam a vida das pessoas, reatar vínculos de amizade e afeto antigos nesses momentos pode trazer mais força, coesão e humanidade para atravessarmos essa crise. Eu, quando fui até Pernambuco me encantei com seu povo, vocês têm um senso de pertencimento ímpar em nosso país e um protagonismo cultural, histórico e humano também. Desejo que superemos essa crise coletiva juntos, mesmo em quarentena. Se alguém precisar pode me acessar pelo Instagram @drfellypefreitas .Meu email é fellypefreitas@gmail.com e contato pelo telefone: 11- 934035325.

Como sempre frisamos Saúde é prevenção, busque ajuda profissional! Agradeço em nome do blog, a participação do amigo DrFellype Freitas, grande psiquiatra e estudioso da nova geração. Até o próximo post com mais novidades do mundo da saúde e nutrição,fiquem EM CASA, alimentem-se bem, exercitem-se como podem e claro fiquem ligados no mais completo blog da região.

Nutricionista Helder Viegas – CRN6 10289

Especialista em Nutrição Clínica / Sanitarista (UPE)

Especialista em Fitoterapia e Suplementação Esportiva

Instagram: @NutricionistaHelderViegas

Bruno Muniz 07 abr 2020 - 17:14m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Immobilis Negócios Imobiliários
JCL (Grande)
Cetias (Grande)
Clim Center (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Bezerra Poços (Grande)
Farma Fácil (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)

Polo da Moda Campina (Grande)
Simone Joias (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Design Riscos (Grande)
Lis Bambini
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Dr. Leonardo Brito
Cabeça Gesso (Grande)
Jasfac (Grande)