Destaques Voto de aplausos para Bolsonaro resulta em embate em Joel da Harpa e Teresa Leitão

Voto de aplausos para Bolsonaro resulta em embate em Joel da Harpa e Teresa Leitão


Deputada disse que foi ameaçada pelo deputado.

A aprovação de um Voto de Aplausos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pela proposição da Medida Provisória 907/2019, editada pelo governo federal para alterar políticas ligadas ao turismo, acabou em confusão na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) na tarde desta segunda-feira (9).

O bate-boca envolveu a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e o deputado bolsonarista Joel da Harpa (PP). Na ocasião, Teresa chegou a afirmar que Joel a ameaçou quando os dois discutiam longe do microfone, mas o parlamentar nega a acusação. Clique no vídeo para ver a discussão, que começa no minuto 35.

O embate começou depois que o requerimento feito pelo deputado Alberto Feitosa (SD) foi aprovado pela maioria dos deputados presentes na Casa. Enquanto os apoiadores do pedido aplaudiam o resultado, Joel da Harpa usou as mãos para fazer o sinal de armas que foi popularizado pelo próprio Bolsonaro durante sua campanha à presidência. Depois disso, Teresa subiu à tribuna para queixar-se do movimento do seu par.

“Depois do voto, todo mundo viu o que o deputado Joel da Harpa fez, o sinal da arminha. (…) Eu estou aqui falando, e estou sendo zombada. Estou sendo acompanhada, apoiada, mas tenho certeza que também vou ser zombada. Isso nunca houve aqui na Casa”, declarou a deputada.

Ao terminar sua fala, Teresa foi abordada pelo deputado Joel da Harpa e ambos tiveram uma breve discussão fora do microfone. A parlamentar saiu do local acompanhada por Feitosa e Joel seguiu para a tribuna.

“Com todo o respeito que eu tenho a deputada Teresa Leitão, ela perdeu uma grande oportunidade, na tarde de hoje, de ficar calada. O sinal que eu fiz aqui, faço aqui e faço em qualquer lugar. Tenho o maior respeito às questões ideológicas dela, mas também exijo respeito àqueles que pensam diferente dela”, disse Joel. O deputado completou sua argumentação dizendo que Teresa trata os demais parlamentares como “seus funcionários”.

AMEAÇA

Classificando o pepista como “arrogante”, Teresa Leitão declarou que foi ameaçada pelo deputado depois de criticá-lo durante a sessão.

“O senhor disse pouco ali (na tribuna). Pessoalmente, o senhor me ameaçou. (…) O que o senhor fez na representatividade do seu mandato foi um ato de violência. Quem aponta uma arma para o plenário está cometendo um ato de violência. Eu sei que para vossa excelência não é, é brincadeira, mas para muita gente é um ato de violência”, cravou.

Antes do fim da discussão, Joel desculpou-se com parlamentares que possam ter se sentido ofendidos pelo seu gesto e desafiou a petista a especificar a ameaça que recebeu dele.

“A palavra ameaça é muito forte. Na hora que ela diz que eu a ameacei fora da tribuna, ela precisa deixar claro que tipo de ameaça foi essa, porque eu não ameacei a deputada, simplesmente fiz a minha defesa. (…) Que tipo de ameaça eu fiz a deputada? Gostaria que ela fosse clara, voltasse ao microfone, porque se eu a ameacei, eu quero responder. Se eu a ameacei, que ela vá à delegacia e preste uma queixa”, afirmou Joel da Harpa.

Com informações do JC

Bruno Muniz 09 dez 2019 - 22:58m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Instituto Olavo Bilac (Grande)
Clim Center (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Cetias (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Farma Fácil (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
JCL (Grande)
Bezerra Poços (Grande)

Unicesumar EAD (Grande)
Jasfac (Grande)
Lis Bambini
Vitta (Grande)
Instituto Olavo Bilac (Grande)
Design Riscos (Grande)
Simone Joias (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Polo da Moda Campina (Grande)
JCL (Grande)