Destaques Governo Federal destinará quase R$60 milhões para pescadores do nordeste afetados pelo o avanço do óleo no litoral

Governo Federal destinará quase R$60 milhões para pescadores do nordeste afetados pelo o avanço do óleo no litoral


O Governo Federal anunciou que irá destinar R$59,9 milhões para pagar benefícios à cerca de 60 mil pescadores afetados pelo vazamento de óleo no litoral do nordeste. Será um pagamento extra do seguro-defeso que será pago no mês de novembro,  segundo anúncio do secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Jorge Seif Júnior.

“O pescador pode ficar tranquilo, não precisa de nenhum ato, simplesmente aguarde que estamos construindo e, dentro do mês de novembro, será depositada em sua conta – a mesma que ele já recebe o seguro defeso – uma parcela do benefício”, afirmou o secretário.

Secretário de Aquicultura e Pesca, Seif Junior – Foto: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

O defeso-seguro é um benefício pago pelo governo aos pescadores durante o período de reprodução das espécies, que é proibido pescar, que pode durar de três a cinco meses por ano. O benefício pago equivale a um salário mínimo.

O secretário também tranquilizou os consumidores sobre a qualidade dos pescados. Segundo ele, não há perigo de contaminação nos produtos que possuem o  Selo do Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura (SIF).

O avanço do óleo

Retirada do óleo em praia no Cabo de Santo Agostinho – Foto: Anderson Stevens

Cerca de 489 toneladas de óleo já foram retirados do litoral pernambucano. A praia de Itapuama (Cabo de Santo Agostinho) é a praia mais atingida pelos vestígios do petróleo. Ainda segundo o governo, as manchas de óleos não chegaram a atingir as fozes dos rios, porém a vigilância sobre a área é mantida. 

Na manhã desta quarta, o óleo chegou a praia do Janga, em Paulista, no Grande Recife. Uma grande equipe de voluntários se reuniram para tentar conter às manchas de óleo. Veja o vídeo abaixo:

O governador Paulo Câmara ao lado da vice-governadora e cientistas se reuniram no início da manhã, desta quarta (22), para discutir os efeitos do óleo no litoral. Em seguida, foi anunciado um edital para a liberação de R$2,5 milhões para estimular estudos e pesquisas sobre os danos do avanço das manchas e a toxidade à saúde humana. 

Reunião de lançamento do edital que destinará R$200 mi à pesquisas – Foto: Governo de Pernambuco

O edital é voltado para a contratação de laboratórios, instituições e parcerias. E segundo o diretor-presidente da Facepe, Fernando Jucá, são grupos de pesquisas de instituições públicas e privadas que podem submeter seus projetos, no valor aproximado de R$ 200 mil cada um, para serem executados no prazo de um ano.

Uma das preocupações é o contato do óleo com a pela dos voluntários, uma vez que, o óleo é altamente cancerígeno – Foto: Anderson Stevens

Bruno Muniz 23 out 2019 - 20:36m

0 Comentários

Deixe uma resposta


1Farma (Grande)
JCL (Grande)
João Januário Tecidos (Grande)
Integra Mais (Grande)
Mateus Assistência (Grande)
Valloriza / Jasfac
Novo Atacarejo (Grande)
Total (Grande)
APAE (Grande)

APAE (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Moura & Lima (Grande)
Sam’s Sushi (Grande)
Luciana Mendes (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Auto Planos (Grande)
Sistemax (Grande)
Mandacaru Açaíteria (Grande)
Dra. Patrícia Queiroz (Grande)