Destaques Compesa altera calendário de abastecimento de Brejo da Madre de Deus, Fazenda Nova, Barra de Farias e Itaúna para preservar manancial de Santana II

Compesa altera calendário de abastecimento de Brejo da Madre de Deus, Fazenda Nova, Barra de Farias e Itaúna para preservar manancial de Santana II


Imagem meramente ilustrativa

Para assegurar o abastecimento do município de Brejo da Madre de Deus e dos distritos de Fazenda Nova, Barra de Farias e Itaúna até o próximo período chuvoso, previsto para abril, a Compesa precisou promover alterações nos calendários de distribuição de água dessas localidades.  Atualmente, o manancial de Santana II está com, aproximadamente, 90% de sua capacidade, o que corresponde a 510 mil m³, mas parou de verter no final do mês de setembro.

O regime de abastecimento de Brejo da Madre de Deus, que atualmente é de 15 dias com água e 15 dias sem, passará a ser de sete dias com água e 21 dias sem. Nos distritos, o fornecimento de água de seis dias por 24 sem passará a ser, em média, de três dias com água e 21 dias sem.

“A manutenção da operação e do regime de abastecimento atual não permitirá que o manancial, cuja acumulação total é de 567 mil m³, atinja o próximo período chuvoso. A medida adotada pela Compesa foi intensificar o rodízio de Brejo da Madre de Deus, Fazenda Nova, Barra de Farias e Itaúna para garantir que a população seja abastecida até maio com o volume atual de Santana II, mesmo com a ausência de chuvas na região”, explica o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Bruno Adelino.

Obras estruturadoras – Com o objetivo de dar segurança hídrica para essas localidades, o Governo do Estado fez o maior investimento em uma obra pública da história de Brejo da Madre de Deus. Orçado em R$ 34 milhões, está sendo construído o Ramal de Brejo com 37 quilômetros de extensão que se conectará, em Belo Jardim, à Adutora do Agreste, trazendo água do Rio São Francisco para a cidade, beneficiando 45 mil pessoas. A água da transposição do Rio São Francisco, que é captada em Sertânia, seguirá por mais de 170 quilômetros de tubulações até chegar à Estação de Tratamento de Água de Brejo, onde será tratada e distribuída. Com essa água, Brejo não ficará mais dependente das pequenas barragens e da chuva para enfrentar os períodos de seca.

Além disso, em maio deste ano, a Compesa realizou obras de adequação do Sistema de Abastecimento de Água de Brejo, com investimento de R$ 600 mil. A ação beneficiou mais de 25 mil pessoas.

Bruno Muniz 18 out 2019 - 21:33m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Clim Center (Grande)
Cetias (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
RC Tecidos (Grande)
Bezerra Poços (Grande)
JCL (Grande)
Farma Fácil (Grande)

Lis Bambini
Simone Joias (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Cabeça Gesso (Grande)
Vitta (Grande)
Jasfac (Grande)
JCL (Grande)
Design Riscos (Grande)