Destaques “Eu torço para que ele não seja aprovado”, afirma Renildo Calheiros sobre Eduardo Bolsonaro na embaixada

“Eu torço para que ele não seja aprovado”, afirma Renildo Calheiros sobre Eduardo Bolsonaro na embaixada


Foto: Divulgação

O deputado federal, Renildo Calheiros (PCdoB), voltou a criticar cortes do governo federal, lamentou as reformas apresentadas pelo Governo Bolsonaro e se posicionou contra a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) para a embaixada nos EUA. As declarações foram dadas durante entrevista concedida ao programa Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios comandado por Alberes Xavier.

Para o deputado, o país segue enfrentando uma forte crise e o Governo Federal não tem conseguido apresentar propostas para a superação destas dificuldades. “O país atravessa um período muito difícil, com muito desemprego, a economia não cresce e as notícias são ruins. É corte de verbas na educação, na ciência e tecnologia, na saúde. Então o país está vivendo um momento muito delicado, muito ruim”, disse.

Renildo cobrou na oportunidade que o Ministro da Economia, Paulo Guedes possa apresentar um projeto concreto de retomada de crescimento.

“Temos cobrado aqui nas Comissões e na própria Tribuna da Câmara dos Deputados, que o Ministro da Economia tem que propor alguma coisa ao país, tem que apresentar um projeto que gere emprego, que incentive o investimento, que ajude o setor produtivo”, pontuou.

Privatizações – O mesmo criticou a pauta de privatizações do presidente Jair Bolsonaro, que defende a venda de empresas públicas a exemplo da Eletrobras. “O presidente não pode só ficar falando em vender as coisas, em vender Eletrobras, em vender Petrobras. Ele não produz nada, não gera nada. O patrimônio que o país tem ele ainda quer vender? Esse homem está maluco? Ele tem que socorrer o país”, afirmou.

Reformas – Para o deputado, as reformas apresentadas pelo governo prejudicam o trabalhador.

“Isso é uma conversa furada. Na verdade eles usam esse discurso para subtrair o direito dos trabalhadores. Foi feita uma Reforma Trabalhista que deixou as relações de trabalho em uma situação muito precária, o trabalhador agora não tem mais direito a nada. Fizeram uma Reforma da Previdência que aumenta o prazo para a pessoa se aposentar e diminui o valor da aposentadoria, ou seja, é uma conversa para prejudicar o trabalhador”, disse.

Embaixada – Na oportunidade, o mesmo afirmou que o placar indica que Eduardo Bolsonaro não tem o apoio necessário no Congresso Nacional para se tornar embaixador do país nos Estados Unidos.

“Mas nessas matérias você só conta o resultado no final da batalha. Por enquanto ele não tem os votos para ser aprovado e eu torço para que ele não seja aprovado”, disse o mesmo, que ainda afirmou, “Acho um desproposito, acho um absurdo uma coisa dessas. Para quem dizia que as escolhas em seu governo não seriam políticas, mas seriam técnicas, é uma sinalização lamentável que o presidente dar ao colocar uma pessoa despreparada apenas porque é seu filho”.

Bruno Muniz 23 set 2019 - 22:02m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Sollaris Energy (Grande)
Clim Center (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
Unicesumar EAD
Immobilis Negócios Imobiliários
Dra. Palloma Santana
RC Tecidos (Grande)

New Corte
Jasfac (Grande)
Unicesumar EAD
Cold Car
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Vivo Santa Cruz
Larissa Marques (Tô na Fono)
Dr. Leonardo Brito
Brisanet (Grande)