Destaques Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe perdeu prazo para contestar liminar que pedia interdição do matadouro público

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe perdeu prazo para contestar liminar que pedia interdição do matadouro público


“Houve tempo”, diz Dr. Iron Miranda sobre prazo estabelecido para que prefeitura regularizasse o matadouro local.

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe perdeu o prazo estabelecido para que a mesma contestasse o pedido de interdição do Matadouro Público da cidade devido a irregularidades enquadradas no âmbito de saúde pública. O processo julgado pela Vara da Fazenda Pública da Comarca de Santa Cruz do Capibaribe ocasionou, na última sexta-feira (29), a interdição do espaço público.

Confira abaixo:

Foto: Divulgação

Em entrevista ao programa Olhando de Frente da Comunidade FM, na última sexta-feira (30), o promotor Dr. Iron Miranda dos Anjos reforçou que o matadouro foi fechado por falhas da administração, descartando a responsabilidade de terceiros e responsabilizando apenas o poder público municipal.

“O vereador cumpriu a sua função como fiscalizador do poder executivo. Foi constatado que haviam irregularidades graves no matadouro, denunciou o fato ao Ministério Público, o Ministério Público instaurou um inquérito civil público para apurar e esse inquérito civil resultou numa ação civil pública. Isso tramita desde o ano passado, não é agora. Houve tempo. O poder executivo local foi instado a se manifestar em relação as irregularidades”, ressaltou.

Vale destacar que o Dr. Iron atua na esfera criminal, não sendo o caso do matadouro especificamente de sua atribuição, já que este tramita na Vara Civel. Ele esteve no programa como convidado para comentar e opinar sobre o ocorrido.

Carlinhos da Cohab diz que nota da prefeitura sobre o caso foi irresponsável

Foto: Bruno Muniz (Agreg Imagem)

Durante o programa Oposição em Ação, que vai ao ar todos os sábados na emissora Polo FM e conta com a participação dos principais vereadores oposicionistas de Santa Cruz, o vereador Carlinhos da Cohab (PTB), responsável pela denúncia, lamentou o fato de estar sendo responsabilizado pela prefeitura pelo fechamento do matadouro e afirmou que teme pela sua integridade física devido ao ocorrido.

O trecho a qual o vereador se refere diz o seguinte:

“O seu objetivo era apenas fechar o matadouro público sem pensar nas consequências econômicas e sociais como o desemprego de inúmeros trabalhadores, aumento nos custos do abate, e a ampliação no preço da carne”, aponta a nota da prefeitura enviada aos meios de comunicação na última sexta-feira. Açougue Público também pode ser interditado Uma outra informação envolvendo departamentos públicos de Santa Cruz do Capibaribe também se tornou evidência neste sábado (30). Na ocasião, o Blog do Bruno Muniz apurou que existe em curso, no Ministério Público, um pedido de investigação contra o Açougue Público Municipal, também expondo irregularidades nas condições higiênicas e estruturais do espaço.

Bruno Muniz 30 mar 2019 - 17:31m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Dra. Palloma Santana
Clim Center (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Império dos Camarões (Grande)
Unicesumar EAD
Sollaris Energy (Grande)

Cold Car
Jasfac (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Vivo Santa Cruz
New Corte
Dr. Leonardo Brito
Lis Bambini
Unicesumar EAD
Larissa Marques (Tô na Fono)
Brisanet (Grande)