Destaques Após chuva, aumenta casos de ataques de escorpiões em Santa Cruz do Capibaribe

Após chuva, aumenta casos de ataques de escorpiões em Santa Cruz do Capibaribe


Imagem meramente ilustrativa

No primeiro mês do ano choveu pouco em Santa Cruz do Capibaribe, porém, foi o suficiente para provocar o surgimento de mais escorpiões. Lacrau ou alacrau, como também pode ser reconhecido em algumas regiões do Brasil, é um animal invertebrado artrópode que pertence à ordem Scorpiones estando enquadrado na classe dos aracnídeos. Venenosos, os bichos podem ser um problema para os seres humanos, podendo inclusive provocar a morte de uma pessoa já em fase adulta.

Nos último dia 29, uma criança morreu no Interior de São Paulo após ser picada por uma escorpião. A menina identificada como Sofia tinha 4 anos e foi picada no polegar direito. Por isso, todo cuidado com os escorpiões é necessário e algumas medidas simples e urgentes devem ser tomadas em casos de ataques.

Essa semana, o blog recebeu o contato de uma residente do bairro Nova Santa Cruz, em Santa Cruz, cujo a filha, de 16 anos, também foi picada por um escorpião. Edileuza Soares afirmou ao blog que não conseguiu capcuturar o animal por meno, mas que registrou o momento do ataque quando a filha lavava louças. O escorpião em questão teria saído de um orifício presente debaixo da pia e desferiu o veneno na vítima.

“Minha filha sentiu uma pontada no pé, e gritou. Quando fui lá não vimos nada. Porém em fração de segundos o pé dela começou a inchar e logo constatamos que ela havia sido picada por algum inseto. Retiramos umas coisas que estavam debaixo da pia e encontramos o escorpião, porém antes mesmo que a gente matasse ele, ele entrou dentro de um buraco e fugiu”, contou.

Mariana (16) foi medicada e passa bem, mas ainda assim sofreu com forte febre por duas noites seguidas em virtude do ataque.

Saiba como proceder em caso de picada de escorpião:

Em caso de picada de escorpião amarelo, vermelho, marrom, preto ou de qualquer outra espécie, lave o local com água e sabão e procure atendimento médico imediatamente. Procure manter a calma e movimentar-se o mínimo possível. Se puder, capture o animal e leve-o ao serviço de saúde para facilitar a identificação do escorpião.

O que não fazer após uma picada de escorpião:

⇒ Não amarrar ou fazer torniquete na região afetada;

⇒ Não colocar nenhuma substância no local da picada nem fazer curativos para não aumentar o risco de infecções;

⇒ Não queimar, cortar ou perfurar o local;

⇒ Não ingerir bebidas alcoólicas, gasolina, álcool, querosene ou qualquer outro líquido com o intuito de cortar o efeito do veneno. Além de não produzirem nenhum efeito, podem causar intoxicações e piorar o quadro.

O tratamento da picada de escorpião geralmente é feito com medicamentos anestésicos e analgésicos. O tempo de duração é de cerca de 6 horas. Nos casos mais delicados, a vítima recebe soro antiescorpiônico e antiaracnídico, e fica em observação durante pelo menos 12 horas.

Normalmente a picada de escorpião provoca dor moderada ou intensa ou formigamento no local. Nos casos mais graves, pode haver náuseas, vômitos, transpiração intensa, aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, agitação, salivação e tremores.

Os escorpiões são animais carnívoros de hábito noturno. Durante o dia, podem permanecer escondidos em lugares escuros, como armários, calçados, gavetas e toalhas.

Para evitar picadas de escorpiões e outros animais peçonhentos, é importante ter alguns cuidados, como:

⇒ Manter o jardim e o quintal limpos, evitando o acúmulo de folhas secas e outros entulhos;

⇒ Não secar roupas no chão, em cercas ou em muros;

⇒ Manter a grama bem aparada;

⇒ Limpar regularmente as áreas de terrenos baldios que ficam próximas às casas;

⇒ Sacudir os calçados e as roupas antes de usá-los;

⇒ Verificar os lençóis das camas antes de se deitar;

⇒ Deixar camas e berços afastados pelo menos 10 cm das paredes e não deixá-los em contato com as cortinas;

⇒ Colocar telas nos ralos e rodos nas portas, fechar frestas e buracos em paredes, vedar os vãos entre a parede e o forro para impedir a entrada de escorpiões na residência.

Bruno Muniz 01 fev 2019 - 14:29m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Dra. Palloma Santana
Império dos Camarões (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Unicesumar EAD
Sollaris Energy (Grande)
Clim Center (Grande)

Unicesumar EAD
Dr. Leonardo Brito
Jasfac (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
New Corte
Cold Car
Vivo Santa Cruz
Brisanet (Grande)
Larissa Marques (Tô na Fono)