Destaques Quem são os miseráveis na obra de Victor Hugo? – Por Beethoven Barbosa

Quem são os miseráveis na obra de Victor Hugo? – Por Beethoven Barbosa


Victor Hugo foi um artista de primeira grandeza. De uma genialidade multifacetada, Vitor Hugo é autor de algumas das maiores obras literárias da história da humanidade, entre elas Os Miseráveis e o Corcunda de Notre Dame.

Na obra intitulada de “Os Miseráveis”, o eminente autor conta várias histórias, mas certamente o cerne dessas histórias é a saga de Jean Valjean. Por ter furtado um pedaço de pão, Jean Valjean passa quase 20 anos na prisão. Naturalmente ele sai da cadeia um homem revoltado e embrutecido. Todavia, ocorre um evento em sua vida que o marca profundamente, e depois desse acontecimento, Jean passa a dedicar firmemente a sua vida a se tornar um homem digno e honrado.

Quando lemos o livro ou assistimos ao musical, verificamos que a miséria nada tem a ver com a condição financeira ou a posição social de um ser humano. A miséria retratada na obra é a miséria da alma. Os miseráveis a quem Vitor hugo se refere, não é a criança suja e explorada, ou os pobres que são encarcerados injustamente. Na verdade, os miseráveis são exatamente aquelas pessoas que de tão perversas e egoístas, são capazes de expor e submeter outros seres humanos a condições miseráveis de vida.

Nesse sentido, notamos que as personagens que tinham as condições mais miseráveis economicamente, são o que se comportam de forma nobre e honrada. Pode-se dizer, então, que o autor trabalha com a concepção de que se o homem mantém sua dignidade e a sua consciência intacta, ele é capaz de se superar qualquer adversidade, ele é apto a erguer-se de qualquer situação de dor e de tormento.

Com efeito, a grande mensagem dessa importantíssima obra, consiste em defender o entendimento de que há esperança de redenção para a pessoa que em Cristo, consegue conservar a sua consciência e manter incólume o seu caráter. E nesse contexto, justamente as pessoas que não tem essa consciência, por mais que as condições financeiras e sociais lhes sejam favoráveis, continuam sendo miseráveis.

Em suma, ao contextualizarmos essa obra magnânima, percebemos que os miseráveis não são as pessoas que trabalham duro e ganham tão pouco que mal conseguem o sustento de sua família. Os verdadeiros miseráveis são os políticos que roubam o dinheiro público, submetendo o povo a uma saúde sucateada e uma educação falida. Os verdadeiros miseráveis são os Ministros do Supremo que nesse contexto de crise em que vivemos, conseguiram aumentar de forma acintosa o próprio salário.  Se por um lado, o trabalhador honesto vai dormir todas as noites com a consciência tranquila, de outra banda, resta apenas a vergonha e a miséria moral, para aquelas almas podres que sugam o suor, o sangue e as lágrimas do sofrido povo brasileiro.

Jefferson Elias 28 nov 2018 - 13:40m

0 Comentários

Deixe uma resposta


Farma Fácil (Grande)
Clécia Lima (Grande)
Cetias (Grande)
Império dos Camarões (Grande)
JCL (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Immobilis Negócios Imobiliários
Bezerra Poços (Grande)
RC Tecidos (Grande)
Clim Center (Grande)

Unicesumar EAD (Grande)
Polo da Moda Campina (Grande)
Vitta (Grande)
Real Tags e Etiquetas (Grande)
Dr. Leonardo Brito
JCL (Grande)
Altas Horas Outlet (Grande)
Alan Vidros (Grande)
Arrumadinho (Grande)
Best Net